"Nós, os do Makulusu" e "Os Cus de Judas": duas visões paralelas simétricas da guerra de Angola

Autores

  • Adriana Coelho

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i10p100-121

Resumo

Em Os Cus de Judas, Lobo Antunes conta a historia de um médico que foi coagido pela família, tradicional e conservadora, a engajar-se no exército, partiu para a guerra em Angola e voltou para Portugal, onde relata suas experiências. Luandino Vieira, em Nós, os do Makulusu, conta a vida de uma família de colonos a qual pertence o narrador, e sua vida em Luanda antes e durante a guerra. O que aproxima de imediato as duas obras é o tema da guerra colonial em Angola, em torno da qual giram ambas as narrativas. Logo uma comparação entre os dois romances escritos segundo a perspectiva dos narradores pode basear-se em tres eixos principais: a crítica social da guerra, a análise psicológica daqueles que nela foram envolvidos, o aspecto formal utilizado para relatá-las.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

1987-12-25

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

"Nós, os do Makulusu" e "Os Cus de Judas": duas visões paralelas simétricas da guerra de Angola. África, [S. l.], n. 10, p. 100–121, 1987. DOI: 10.11606/issn.2526-303X.v0i10p100-121. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/africa/article/view/95961.. Acesso em: 16 jul. 2024.