Velhos paradigmas e novas roupagens - Os critérios de justiça em Angola

Autores

  • André Sango

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i29-30p13-32

Palavras-chave:

Trabalho, Angola, Indigenato, Colonização, Elite.

Resumo

O presente artigo apresenta a legislação e a política de relações de trabalho durante o período colonial em Angola. Buscando o aperfeiçoamento da máquina administrativa colonial, o Estado Novo português impôs regras jurídicas e políticas que afirmassem a sua ação civilizadora para justificar a desigualdade e a exploração do trabalho dos autóctones.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • André Sango
    Doutor em Sociologia, docente da Faculdade de Direito da Universidade Agostinho Neto, Luanda, Angola. Texto originalmente apresentado no VIII Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, Coimbra, 16 a 18 de Setembro de 2004.

Downloads

Publicado

2011-12-09

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

Velhos paradigmas e novas roupagens - Os critérios de justiça em Angola. África, [S. l.], n. 29-30, p. 13–32, 2011. DOI: 10.11606/issn.2526-303X.v0i29-30p13-32. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/africa/article/view/96104.. Acesso em: 19 jul. 2024.