Les déboires des indépendences dans les deux premiers romans d´Ahmadou Kourouma

Autores

  • Augustine H. Asaah Université de Ghana. Département de Langues Modernes

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2526-303X.v0i29-30p203-221

Palavras-chave:

África pós-independência, Classe dominante, Literatura, Ahmadou Kourouma, Crítica, Sátira.

Resumo

A desditosa situação da África pós-independência produziu importantes obras satíricas, duas das quais são Les soleils des indépendances e Monnè, outrages et défies, de Ahmadou Kourouma. Este artigo discute os fracassos da independência e o uso do poder político pela classe dominante para auferir vantagens econômicas em detrimento da população menos favorecida. Analisa também as dimensões interrogativas e imperativas à sátira do poder presentes nestes dois romances. A mensagem de ambas as obras é a necessidade de uma mudança qualitativa em África.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Publicado

2011-12-09

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

Les déboires des indépendences dans les deux premiers romans d´Ahmadou Kourouma. África, [S. l.], n. 29-30, p. 203–221, 2011. DOI: 10.11606/issn.2526-303X.v0i29-30p203-221. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/africa/article/view/96117.. Acesso em: 19 jul. 2024.