Redesenhando caminhos: O papel dos representantes do Grão-Pará na primeira legislatura do Império do Brasil (1826-1829)

Autores

  • André Roberto de Arruda Machado Centro Brasileiro de Análise e Planejamento

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1808-8139.v0i10p75-97

Palavras-chave:

Grão-Pará, representações políticas, debates parlamentares, territorialidade

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a atuação dos representantes eleitos pelo Grão-Pará na primeira legislatura do Império do Brasil. Além de fazer apontamentos sobre suas ligações políticas na província e na Corte, pretende-se demonstrar que estes parlamentares tiveram uma conduta similar: todos priorizaram a proposição de leis que deveriam promover uma pronta intervenção em território paraense de modo a alterar os caminhos de circulação dos homens e das mercadorias. Por trás dessas iniciativas estava o desejo de maior coesão interna no Grão-Pará e de melhor integrar a província ao restante do Império. Durante os debates sobre esses projetos de lei, também emergem, no Senado e na Câmara, diferentes sentidos para a representação política.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-11-01

Edição

Seção

Artigos