Eu e meu Opalão: Psicanálise midiática do desejo automotivo em páginas alternativas de redes sociais digitais

  • Rafael Duarte Oliveira Venancio Universidade Federal de Uberlândia
Palavras-chave: Psicanálise midiática, Facebook, Chevrolet Opala, Automóvel, Desejo

Resumo

Em uma lógica capitalista de produtos convertidos em desejo, o automóvel possui um papel especial. No entanto, isso não afeta apenas os clássicos, mas também os chamados carros velhos, carros fora de linha, que têm a sua aura estética saindo do mainstream e invadindo camadas alternativas da Comunicação Social. O presente artigo deseja estudar uma página de Facebook não-oficial, logo alternativa e constituída pelos fãs, do Opala 4.100, carro brasileiro da Chevrolet. Utilizando o arcabouço teórico da psicanálise lacaniana, com enfoque no conceito de fantasma e sua articulação no desejo e na identificação, o objetivo aqui é entender os elementos que criam um vínculo afetivo, quase sexual, de postagens da página em relação com um carro, bem como sua superioridade em termos de identificações com os carros atuais de linha da Chevrolet

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Duarte Oliveira Venancio, Universidade Federal de Uberlândia
Doutor em Meios e Processos Audiovisuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Professor do curso de Jornalismo e do Programa de Pós-Graduação em Tecnologias, Comunicação e Educação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).
Publicado
2016-05-02
Como Citar
Venancio, R. (2016). Eu e meu Opalão: Psicanálise midiática do desejo automotivo em páginas alternativas de redes sociais digitais. Revista Alterjor, 13(1), 201-220. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/113583