General Heleno: do comando da amazônia à comunicação do COB

  • Mariângela Furlan Haswani Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes. Departamento de Relações Públicas e Publicidade
Palavras-chave: COB, entrevista, General Heleno

Resumo

O General Augusto Heleno Ribeiro Pereira tornou-se conhecido do grande público brasileiro entre 2004 e 2005, quando da sua atuação como primeiro comandante militar da Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (MINUSTAH), composta por mais de seis mil homens, de 13 países. Polêmico, quando comandante militar da Amazônia, criticou a política indigenista do governo federal de Lula, que considerava “lamentável para não dizer caótica”, e, ainda, que os índios “gravitam no entorno dos nossos pelotões porque estão completamente abandonados” – referindo-se ao período de demarcação das terras indígenas em Raposa/Serra do Sol. E, embora tenha defendido o movimento militar de 1964, recentemente declarou ao blog de Ricardo Settique, que pregar a volta dos militares é “estupidez” e o único caminho para o Brasil é a democracia

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariângela Furlan Haswani, Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes. Departamento de Relações Públicas e Publicidade
Jornalista, docente na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo
Publicado
2016-05-02
Como Citar
Haswani, M. (2016). General Heleno: do comando da amazônia à comunicação do COB. Revista Alterjor, 13(1), 26-33. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/114673