Maria Elisabete Antonioli: Novos desafios à formação superior em jornalismo

  • Luciano Victor Barros Maluly Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Palavras-chave: Maria Elisabete Antoniolli, entrevista, formação superior, jornalismo

Resumo

A formação profissional é um debate constante entre os docentes do ensino superior em jornalismo, principalmente em épocas de crise e, como consequência, de demissões em massa. No centro desta discussão estão as transformações tecnológicas, que geraram mudanças nas redações e, consequentemente, na acadêmica. Maria Elisabete Antonioli é uma das principais estudiosas do país em Formação Superior em Jornalismo, com pesquisas constantes na Escola de Comunicações e artes Universidade de São Paulo (ECA-USP) e na Escola Superior de Propaganda e Marketing em São Paulo (ESPM-SP). E nada melhor para discutir a mercado atual do que uma pioneira, que acredita na “criatividade” e na “pró-atividade” como alternativas para aqueles que desejam seguir a profissão de jornalista

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciano Victor Barros Maluly, Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Doutor em Ciências da Comunicação e professor de Jornalismo, ambos na ECA-USP
Publicado
2016-05-02
Como Citar
Maluly, L. (2016). Maria Elisabete Antonioli: Novos desafios à formação superior em jornalismo. Revista Alterjor, 13(1), 34-39. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/114674