A lógica da mídia brasileira e os desafios para democratizar a comunicação

Palavras-chave: Democratização da comunicação, Regulação democrática, Contra-hegemonia, Radiodifusão, Cidadania

Resumo

O debate sobre a atuação da mídia no Brasil, em especial a televisão aberta, é uma das abordagens centrais de “A mídia descontrolada: episódios da luta contra o pensamento único”, livro mais recente do professor aposentado da ECA/USP, Laurindo Lalo Leal Filho. Resultado das reflexões do autor em artigos publicados na Revista do Brasil entre 2010 e 2018, a publicação levanta a crítica sobre temas como o posicionamento político adotado pelo jornalismo, a criminalização dos movimentos sociais e a ausência de regulação democrática do setor de comunicação. Também traz análises de como a hegemonia do sistema privado de mídia sobre as esferas cultural, social e política impõe obstáculos à luta pela democratização da comunicação e, por conseguinte, à veiculação de ideias alternativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Henrique Demarchi, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Unesp)

Doutor em Comunicação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de Bauru. Docente no curso de Comunicação Social do Unisalesiano (Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium), campus de Araçatuba (SP). Membro do grupo de pesquisa Estado e governo. E-mail: carlos.demarchi@unesp.br

Referências

LEAL FILHO, Laurindo. A mídia descontrolada: episódios da luta contra o pensamento único. São Paulo: Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, 2018.

Publicado
2020-01-03
Como Citar
Demarchi, C. (2020). A lógica da mídia brasileira e os desafios para democratizar a comunicação. Revista Alterjor, 21(1), 125-129. https://doi.org/10.11606/issn.2176-1507.v21i1p125-129