A luta política do Coletivo Futebol, Mídia e Democracia

análise do seu manifesto de fundação

  • Felipe Tavares Paes Lopes Universidade de Sorocaba (Uniso)
Palavras-chave: Futebol, Mídia, Democracia, Análise de discurso

Resumo

Este artigo objetiva identificar as estratégias discursivas empregadas no manifesto de fundação do Coletivo Futebol, Mídia e Democracia para representar sua luta política como legítima, isto é, como justa e digna de apoio. A fim de alcançar tal objetivo, adota a perspectiva construcionista de linguagem, que a concebe como uma prática social determinada pelas estruturas da sociedade, e realiza uma análise de discurso. Entre outros argumentos, o artigo sustenta que a principal estratégia para legitimar esses objetivos e ações é a da universalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Tavares Paes Lopes, Universidade de Sorocaba (Uniso)

Possui graduação em Comunicação Social pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (2001), graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2004), mestrado em Psicologia (Psicologia Social) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2007) e doutorado em Psicologia (Psicologia Social) pela Universidade de São Paulo (2012). Realizou estágio doutoral na Universidade Autônoma de Barcelona - Espanha -, no departamento de Meios, Comunicação e Cultura (2011), e estágios de pesquisa na Universidade de Buenos Aires - Argentina (2013) - e na Universidade de Bielefeld - Alemanha (2014). Além disto, fez pós-doutorado na Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas (2014). Atualmente, é docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba

Referências

BETTI, Mauro. Esporte na mídia ou esporte da mídia? Motrivivência, 2002, p. 1-3.

DAVIES, Bronwin; HARRÉ, Rom. Positioning: the discursive production of selves. Journal for the theory of social behaviour, v. 20, n. 1, 1990, p. 43-63.

IBÁÑEZ, Tomás. O giro linguístico. In: IÑIGUEZ, Lupicinio (Coord.). Manual de Análise do Discurso em Ciências Sociais. Petrópolis, Editora Vozes, 2004, p. 19-49.

LOPES, Felipe Tavares Paes. A construção dos problemas sociais do futebol: análise do potencial ideológico dos editoriais da Folha de S. Paulo. Famecos. 2019, s/p. (no prelo).

LOPES, Felipe Tavares Paes. Violência no futebol: ideologia na construção de um problema social. Curitiba, CRV, 2019.

LOPES, Felipe Tavares Paes. As artimanhas da resistência torcedora: futebol, linguagem e poder. Logos. vol. 25, n. 01, 2018, p. 192-2017.

LOPES, Felipe Tavares Paes. Futebol, ideologia e cultura de massa: repensando a teoria crítica. Tríade: comunicação, cultura e mídia. vol. 04, n. 07, 2016, p. 89-108.

LOPES, Felipe Tavares Paes. Dimensões ideológicas do debate público sobre violência no futebol. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. v. 27, n. 4, 2013, p. 597-612.

LOPES, Felipe Tavares Paes; HOLLANDA, Bernardo Buarque de. 'Futebol moderno': ideologia, sentidos e disputas na apropriação de uma categoria futebolística. Revista de Estudios Brasileños, v. 5, 2018a, p. 159-175.

LOPES, Felipe Tavares Paes; HOLLANDA, Bernardo Buarque de. “Ódio eterno ao futebol moderno”: poder, dominação e resistência nas arquibancadas dos estádios da cidade de São Paulo. Movimento. v. 24, n. 2, 2018b, p. 207-232.

GASTALDO, Édison. Comunicação e esporte: explorando encruzilhadas, saltando cercas. Comunicação, Mídia e Consumo. v. 8, n. 21, 2011, p. 39-52.

HELAL, Ronaldo. Futebol e comunicação: a consolidação do campo acadêmico no Brasil. Comunicação, Mídia e Consumo, São Paulo, vol. 08, n. 21, p. 11-38, 2011.

IÑIGUEZ, Lupicínio. Construcionismo social. In: MARTINS, João Batista; EL HAMMOUTI, Nour-Din El Hammouti; IÑIGUEZ, Lupicinio (Orgs.). Temas em análise institucional e em construcionismo social. São Carlos: Rima, 2002, p. 99-180.

IÑIGUEZ, Lupicínio. A análise do discurso nas ciências sociais: variedades, tradições e práticas. In: IÑIGUEZ, Lupicinio (Coord.). Manual de Análise do Discurso em Ciências Sociais. Petrópolis, Editora Vozes, 2004, p. 105-160.

LOVISOLO, Hugo. Sociologia do esporte (futebol): conversações argumentativas. In: HELAL, Ronaldo; LOVISOLO, Hugo; SOARES, Antônio Jorge. Futebol, jornalismo e ciências sociais: interações. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011, p. 11-32.

NUMERATO, Dino. Who says “no to modern football?” Italian supporters, reflexivity, and neo-liberalism. Journal of Sport and Social Issues, 2014, p. 1-19.

POTTER, Jonathan. La representación de la realidad: discurso, retórica y construción social. Barcelona: Paidós, 1996.

SANTOS, Irlan Simões da Cruz. Clientes versus rebeldes: novas culturas torcedoras nas arenas do futebol moderno. Rio de Janeiro: Multifoco, 2017.

SANTOS, Irlan Simões da Cruz. Mercantilização do futebol e movimentos de resistência dos torcedores: histórico, abordagens e experiências brasileiras. Esporte e Sociedade, n. 27, p. 1-18, 2016.

SANTOS, Irlan Simões da Cruz; HELAL, Ronaldo. Do espectador ao militante: a torcida de futebol e a luta pelo direito ao estádio e ao clube. Tríade: Revista de Comunicação, Cultura e Mídia, v. 3, n. 7, p. 54-69, 2016.

SPINK, Mary Jane; FREAZZA, Rose Mary. Práticas Discursivas e produção de sentidos: a perspectiva da Psicologia Social. In: SPINK, Mary Jane. (Org.). Práticas Discursivas e produção de sentidos no cotidiano: aproximações teóricas e metodológicas. São Paulo: Cortez, 1999, p. 17-40.

THOMPSON, John B. Ideologia e cultura moderna: teoria social e crítica na era dos meios de comunicação de massa. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2000.

THOMPSON, John B. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Petrópolis: Vozes, 1998.

Publicado
2020-01-03
Como Citar
Lopes, F. (2020). A luta política do Coletivo Futebol, Mídia e Democracia. Revista Alterjor, 21(1), 50-64. https://doi.org/10.11606/issn.2176-1507.v21i1p50-64