BGS – Brasil Game Show: mais uma versão do maior legado dos eventos de games da América Latina

Autores

  • Carlos Cesar Domingos do Amaral Universidade Metodista de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-1507.v23i1p362-364

Palavras-chave:

América Latina, BGS, Brasil Game Show, Marcelo Tavares, Videogames

Resumo

O livro de 2019 da BGS – Brasil Game Show mostra em suas primeiras páginas dados importantes que formam o legado desse evento. São mais de 2,1 milhões de pessoas que desde 2009 visitam a feira que começou em um churrasco, depois se tornou em RGS – Rio Game Show. O mesmo tomou tanta proporção que veio para São Paulo para atingir mais pessoas, principalmente os patrocinadores. O capítulo dois fala da vida de Marcelo Tavares. O terceiro trata todas as edições da BGS. Para finalizar o quarto capítulo mostra números dessa história e evolução do logo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Cesar Domingos do Amaral, Universidade Metodista de São Paulo

Doutorando em Comunicação na Universidade Metodista de São Paulo. Mestre em Comunicação na Universidade São Caetano do Sul – USCS. Jornalista pela Universidade de Uberaba (UNIUBE), Especialista em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte pela FMU Faculdades Metropolitanas Unidas. Autor dos livros: Luta Livre: Esporte de Entretenimento, WWE e Outras Plataformas; As Inovações da Luta Livre no Brasil (1950 até 2016); Luta Livre: TNA, ROH e Demais Ensaios; Luta Livre: Análise de Conteúdo, Mídias Sociais, Google Acadêmicos e Diversas Visões; Luta Livre: GLOW, Radiojornalismo e Mais Análises. 

Referências

BGS: aqui se joga / Coordenação editorial: Humberto Martinez. São Paulo: Editora Europa, 2019. 144 p.

Downloads

Publicado

2021-02-03

Como Citar

Amaral, C. C. D. do. (2021). BGS – Brasil Game Show: mais uma versão do maior legado dos eventos de games da América Latina. Revista Alterjor, 23(1), 362-364. https://doi.org/10.11606/issn.2176-1507.v23i1p362-364