Fidel Ruiz: “O Iluminado tem que vir, mas com a mochila meio vazia para também aprender com a gente”

Autores

  • Patrícia Sheila Monteiro Paixão Marcos Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2176-1507.v23i1p21-38

Palavras-chave:

Comunicação popular, Comunicação comunitária, Comunidade, Entrevista

Resumo

Representante da revista La Garganta Poderosa, uma das principais iniciativas de comunicação popular da Argentina e da América Latina, Fidel Ruiz conta como nasceu esse veículo de jornalismo comunitário, na Villa Zavaleta, em Buenos Aires. Ele fala sobre o empoderamento e as conquistas dos moradores locais a partir da credibilidade conquistada pela revista que hoje, também por intermédio de um espaço na TV, denuncia a violência policial, as falhas do Estado e muitas outras questões vividas pelas comunidades periféricas daquele país. O ativista ainda aborda a importância da integração dos setores populares latino-americanos que vivem as mesmas problemáticas e se reconhecem pela eterna resistência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Sheila Monteiro Paixão Marcos, Universidade de São Paulo

Doutoranda do Programa de Integração em América Latina da Universidade de São Paulo (Prolam/USP) e mestre em Comunicação pela Universidade Metodista de São Paulo. É Jornalista e professora do curso de jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie e na Universidade Anhembi Morumbi. Responsável pela página Formando Focas (www.formandofocas.com), voltada a estudantes da área, e organizadora dos livros “Jornalismo Policial: histórias de quem faz” e “Mestres da Reportagem”. 

Downloads

Publicado

2021-02-03

Como Citar

Marcos, P. S. M. P. (2021). Fidel Ruiz: “O Iluminado tem que vir, mas com a mochila meio vazia para também aprender com a gente”. Revista Alterjor, 23(1), 21-38. https://doi.org/10.11606/issn.2176-1507.v23i1p21-38