Radiojornalismo: interatividade e democratização

  • Nadini de Almeida Lopes Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Palavras-chave: Radiojornalismo, Interatividade, Ouvinte, Democratização

Resumo

Este artigo tem como objetivo relacionar o pensamento do profissional do radiojornalismo e dos ouvintes com relação à interatividade. Considerando o estudo articulado por alguns autores e uma breve pesquisa de campo foi possível utilizar o conhecimento adquirido durante a disciplina para contextualizar o leitor quanto ao quadro atual que envolve o ouvinte e a busca pela democratização como fatores primordiais para o direcionamento editorial das rádios. A discussão considerou a importância de se manter o canal livre para o posicionamento do ouvinte e também alguns problemas que podem ser gerados pela falta de instrução que o permita compreender que ele é peça chave na construção da programação

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nadini de Almeida Lopes, Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes
Mestranda em Ciências da Comunicação (USP)Bacharel em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo
Publicado
2012-09-07
Como Citar
Lopes, N. (2012). Radiojornalismo: interatividade e democratização. Revista Alterjor, 2(2), 1-9. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/alterjor/article/view/88206