Impasses da democracia na América Latina

uma análise discursiva da cobertura de jornais brasileiros de referência sobre os protestos de 2019 no Chile

  • Fernanda Oliveira Forgerini Universidade Anhembi Morumbi
Palavras-chave: Jornalismo; Discurso circulante; Chile; América-Latina; Polifonia

Resumo

O presente artigo propõe uma análise dos discursos circulantes (CHARAUDEAU, 2018) acerca dos discursos sobre limites da democracia e da liberdade de expressão em matérias jornalísticas publicadas na Folha de S. Paulo, O Globo e o Estado de S. Paulo a propósito das manifestações no Chile em outubro de 2019. Para isso, buscamos apreender traços de dialogismo e polifonia (GRILLO, 2005) presentes nos textos analisada. A partir de rastreamentos junto aos acervos digitais dos veículos em foco, o corpus de pesquisa se constitui de reportagens estampadas nas capas dos periódicos no período de oito dias subsequentes à determinação do estado de exceção no país pelo presidente Sebastián Piñera.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Oliveira Forgerini, Universidade Anhembi Morumbi

Estudante do 7º semestre do curso de Comunicação Social – Jornalismo da Universidade Anhembi Morumbi.  Desenvolveu pesquisa de Iniciação Científica junto à Universidade Anhembi Morumbi entre abril de 2019 e maio de 2020, sob orientação da Profª. Drª. Nara Lya Cabral Scabin.  E-mail: foforgerini@gmail.com.

Publicado
2020-06-23
Como Citar
Forgerini, F. (2020). Impasses da democracia na América Latina. Anagrama, 14(1). Recuperado de https://www.revistas.usp.br/anagrama/article/view/170386