A Batalha de Gustavo Dahl pela ANCINE (1998 – 2006)

Autores

  • Davi Tadeu Francisco Ponce UAM

Palavras-chave:

Gustavo Dahl, Ancine, Cinema Brasileiro, 1969 - 2007

Resumo

Desde 2016, a Ancine – Agência Nacional do Cinema – vem tendo o seu funcionamento e atividades questionados por órgãos do governo federal:  o fomento à produção cinematográfica no Brasil e a sua exibição. Procuramos, neste artigo, investigar as formas encetadas por Gustavo Dahl – cineasta, e gestor do cinema brasileiro - para a sua criação e manutenção até o presente. Portanto, pretende-se observar a atuação e importância dele no período de Retomada do Cinema Brasileiro (1994-2001), desde o seu projeto inicial para a ANCINE até o que ela viria a tornar-se. Para isso, abordaremos a trajetória de Dahl no meio cinematográfico; o cenário cinematográfico entre 1990 a 2001; uma problematização do período em que Dahl foi diretor-presidente da agência (2001-2006); e o que se pode observar dos resultados concretos da criação da ANCINE e a situação em que se encontra em 2020.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Davi Tadeu Francisco Ponce, UAM

Graduando em Cinema e Audiovisual pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). E-mail: davitfponce@hotmail.com

Downloads

Publicado

2021-06-28

Como Citar

Tadeu Francisco Ponce, D. (2021). A Batalha de Gustavo Dahl pela ANCINE (1998 – 2006). Anagrama, 15(1). Recuperado de https://www.revistas.usp.br/anagrama/article/view/179101