As várias histórias de Chapeuzinho Vermelho: repressão e moral nos contos de fadas

Autores

  • Waldyr Imbroisi Rocha Universidade Federal de Juiz de Fora

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-1689.anagrama.2010.35461

Palavras-chave:

Literatura Infantil, Contos de Fadas, Chapeuzinho Vermelho

Resumo

A história das narrativas populares que vieram a se tornar contos de fadas é complexa e intrigante. Ao longo dos séculos, relatos folclóricos, mitos e lendas populares foram sendo transmitidos de geração a geração, sofrendo sensíveis modificações, e foram traspostos para a linguagem escrita há pouco mais de três séculos, constituindo o que hoje consideramos a literatura infantil “clássica”. O presente artigo se dedica a analisar o conto de fadas Chapeuzinho Vermelho e a evolução diacrônica das versões publicadas desse conto, bem como analisar modificações realizadas em sua estrutura e enredo. Para isso, nos apoiamos em obras de Nelly Novaes Coelho, J.R.R. Tolkien e Bruno Bettelehein, e nas versões deste conto publicadas por Charles Perrault na França de Luís XIV e pelos Irmãos Grimm no despertar do Romantismo

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Waldyr Imbroisi Rocha, Universidade Federal de Juiz de Fora

Graduando em Letras pela Universidade Federal de Juiz de Fora. É bolsista do projeto de pesquisas Bilinguismo e Educação Infantil, em andamento na referida universidade.

Downloads

Publicado

2010-05-16

Como Citar

Rocha, W. I. (2010). As várias histórias de Chapeuzinho Vermelho: repressão e moral nos contos de fadas. Anagrama, 3(4), 1-14. https://doi.org/10.11606/issn.1982-1689.anagrama.2010.35461

Edição

Seção

Artigos