A moda no MASP de Pietro Maria Bardi (1947-1987)

Autores

  • Maria Claudia Bonadio Universidade Federal de Juiz de Fora; Departamento de Artes e Design

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-47142014000200003

Resumo

O objetivo deste artigo é evidenciar a centralidade das ações ligadas à moda e à formação da Seção de Costumes do MASP no projeto de museu e na concepção de arte de Pietro Maria Bardi no período 1947-1987, e como tais ações teriam sido relevantes para a instituição de uma visualidade e uma história para a moda nacional. Demonstra-se como a trajetória de P. M. Bardi na Itália, ou seja, sua atuação como galerista e comerciante de artes, jornalista, bem como seu contato com a ideologia e as ações do Regime Fascista no campo das artes e da moda, influenciou diretamente suas ações em relação ao design de moda. Essas ideias e experiências foram fundamentais para direcionar sua atuação no MASP e, em especial suas iniciativas na área do design. Nota-se ainda como a atuação de Bardi no campo do design de moda foi também influenciada pelas ideias propagadas pela Bauhaus e Le Corbusier, assim como por seu olhar estrangeiro, que acaba por levá-lo a recuperar, nas referentes iniciativas, as tradições e a cultura brasileiras, gerando uma produção que dialoga com o modernismo brasileiro, uma vez que usa a experiência internacional para valorizar o nacional.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2014-12-01

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material

Como Citar

BONADIO, Maria Claudia. A moda no MASP de Pietro Maria Bardi (1947-1987). Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 22, n. 2, p. 35–70, 2014. DOI: 10.1590/S0101-47142014000200003. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/103874.. Acesso em: 27 maio. 2024.