Arquivos de Pessoa(s)

um estudo sobre entendimentos e representações dos arquivos manuscritos na Casa Fernando Pessoa

Autores

  • Taiguara Villela Aldabalde Universidade Fernando Pessoa

DOI:

https://doi.org/10.1590/1982-02672018v26e11

Palavras-chave:

Arquivos pessoais, Manuscritos, Representações, Casa-museu, Mediação cultural, Casa Fernando Pessoa

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma investigação de pós-doutoramento. A pesquisa procura discutir a compreensão dos manuscritos arquivísticos de Fernando Pessoa como um espólio e inferir o quantitativo das representações desses documentos, bem como identificar as práticas através das quais essas representações foram mediadas na Casa Fernando Pessoa. O método histórico-documental é adotado, considerando como base empírica os produtos, o espaço do museu e a documentação administrativa de 2006 a 2017. Do entendimento de espólio resultam as seguintes consequências: uma mistura de arquivos como resultado de adições impróprias, a falta de controle sobre a preservação da autenticidade dos documentos, a ausência de representações arquivísticas e de vínculos arquivísticos, a tematização do arquivo em detrimento da descrição arquivística, a desarticulação entre coleções particulares e arquivos públicos e a não conformidade com padrões metodológicos compatíveis com um fundo fechado de arquivo. A Casa Fernando Pessoa é um lugar de convergência entre o material de museus, arquivos e bibliotecas. O resultado quantitativo total das representações dos manuscritos arquivísticos de Fernando Pessoa (1888-1935) corresponde ao número de 225 representações. Foram identificadas as seguintes categorias de representação: fac-similar, artística, visual, gráfica e digital. Identificou-se a ocorrência de 22 práticas distribuídas nos seguintes tipos: recriação histórica, exposição, exposição multimídia, curso, efemérides, webdifusão e curadoria digital. Foi possível constatar que a Casa Fernando Pessoa contribui para a democratização das representações dos manuscritos através de práticas de difusão e mediação cultural com material de arquivo.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Taiguara Villela Aldabalde, Universidade Fernando Pessoa

    Residente em estágio pós-doutoral na Universidade Fernando Pessoa, Porto, Portugal. Professor adjunto na Universidade Federal do Espírito Santo

Downloads

Publicado

2018-10-11

Edição

Seção

Documentos

Como Citar

ALDABALDE, Taiguara Villela. Arquivos de Pessoa(s): um estudo sobre entendimentos e representações dos arquivos manuscritos na Casa Fernando Pessoa. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 26, p. e11, 2018. DOI: 10.1590/1982-02672018v26e11. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/151035.. Acesso em: 17 abr. 2024.