Um estudo sobre a leitura e a interação de adolescentes durante uma visita ao museu de ciências Universum, México

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1982-02672021v29e38

Palavras-chave:

Museus de ciências, Leitura em museus, Adolescentes, Experiência museal

Resumo

A leitura no contexto específico dos museus tem sido objeto de debate entre os pesquisadores. Alguns autores defendem que os visitantes não leem nesses espaços ou que os textos são componentes periféricos das exposições. Estudos recentes, no entanto, ressaltaram o papel pedagógico e comunicativo dos textos, que podem contribuir para a aprendizagem do visitante. Neste estudo foram analisadas as visitas de cinco grupos de estudantes de escolas públicas, com entre 13 e 17 anos, a um museu de ciências do México. Os resultados sugerem que a leitura em um museu de ciência permite explorar e compreender o funcionamento de um módulo de exposição, além de apreender seu conteúdo científico, evidenciando que os textos cumprem uma função educacional relevante ao provocar reflexões, aprofundando nos temas e a socialização do conhecimento científico.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Jessica Norberto Rocha, Fundação Cecierj

    Doutora em educação pela Universidade de São Paulo (USP), divulgadora científica da Fundação
    Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj), Jovem Cientista do Nosso Estado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), pesquisadora da rede Cyted Musa Iberoamericana: red de museos y centros de Ciencia. Professora do Mestrado em Divulgação da Ciência, Tecnologia e Saúde e da Especialização em Divulgação e Popularização da Ciência, ambos da Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Professora do curso de Especialização em Ensino de Ciências com ênfase em Biologia e Química do Instituto Federal do Rio de Janeiro campus Maracanã (IFRJ/Maracanã). E-mail:  jessicanorberto@yahoo.com.br

  • Luisa Massarani, Fundação Oswaldo Cruz

    Coordenadora do Instituto Nacional de Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia. Coordenadora do Mestrado Acadêmico em Divulgação da Ciência, Tecnologia e Saúde, Casa de Oswaldo Cruz (Fiocruz). Assessora da Vice-Presidência de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz. Coordenadora da rede Cyted Musa Iberoamericana: red de museos y centros centros de ciencia. Conta com bolsa de produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e “Cientista do Nosso Estado” da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). E-mail: luisa.massarani9@gmail.com

  • Lara Mucci Poenaru, Universidade Federal de Minas Gerais

    Doutoranda em estudos literários pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (Pós-Lit-UFMG). Faz parte dos grupos de pesquisa “Tradutores Bárbaros”, sob orientação do professor Rômulo Monte Alto, além de compor o Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Arte, Cultura e Educação (Gipace) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará. E-mail: laramuccipoenaru@gmail.com

  • Alanna Dahan Martins, Museu de Astronomia e Ciências Afins

    Bióloga pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), especialista e mestre em Divulgação da Ciência, Tecnologia e Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz (Fiocruz). Bolsista PCI da Coordenação de Educação - Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST). E-mail: alanna.dahan@gmail.com

  • Alba Patricia Macías-Nestor, Universidad Nacional Autónoma de México

    Psicóloga, divulgadora científica e mestre em pedagogia pela Universidade Nacional Autónoma de México (UNAM). Faz parte da Coordenação de Formação e Estudos da Direção Geral de Divulgação da Ciência da UNAM. E-mail: especializacion@dgdc.unam.mx

Referências

ALLARD, Michel. Guide de planification et d’évaluation des programmes éducatifs. Montréal: Logiques, 1998.

ATKINS, Leslie et al. The unintended effects of interactive objects and labels in the science museum. Science Education, London, v. 93, n. 1, p. 161-184, 2009. Doi: <https://doi.org/10.1002/sce.20291>.

BORUN, Minda; MILLER, Maryanne. To label or not to label? Museum News, New York, v. 58, n. 3, p. 64-67, 1980.

COXALL, Hellen. Museum text as mediated message. In: HOOPER-GREENHILL, Eilean (ed.). The educational role of the museum. London: Routledge, 1994. p. 215-222.

DIERKING, Lynn. Learning science in informal contexts. In: R. Gunstone (Ed.), Encyclopedia of science education. Dordrecht: Springer, 2014.

FALK, John. Testing a museum exhibition design assumption: effect of explicit labeling of exhibit clusters on visitor concept development, Science Education, London, v. 81, n. 6, p. 679-687, 1997. Doi: <https://doi.org/10.1002/(SICI)1098-237X(199711)81:6<679::AIDSCE5>3.0.CO;2-F>.

FALK, John. Free-choice science education: How we learn science outside school. Ways of Knowing in Science and Mathematics Series. New York: Teachers College Press, 2001.

GONZALEZ Y ORTIZ, Francisco. Nuevos acercamientos a los jóvenes y la lectura. Investigación Bibliotecológica, Ciudad de México, v. 19, n. 39, p. 207-212, 2005. Disponível em: <https://bit.ly/3cNoAQR>. Acesso em: 18 dez. 2018.

GUTWILL, Joshua. Labels for open-ended exhibits: using questions and suggestions to motivate physical activity. Visitor Studies Today, Albany, v. 9, n. 1, p. 1-9, 2006.

HOHENSTEIN, Jill; TRAN, Lynn Uyen. Use of questions in exhibit labels to generate explanatory conversation among science museum visitors. International Journal of Science Education, Abingdon-on-Thames, v. 29, n. 12, p. 1557-1580, 2007. Doi: <https://doi.org/10.1080/09500690701494068>.

JACOBI, Daniel. Communiquer par l’écrit dans les musées. In: SCHIELE, Bernard; KOSTER, Emlyn (orgs.). La révolution de la muséologie des sciences. Lyon: Presses Universitaires de Lyon, 1998.

LEGENDRE, Alain. Appropriation par les enfants de l’environnement architectural. Enfance, Psychologie, Pedagogie, Neuropsychiatrie, Sociologie, v. 36, n. 3, p. 389–395, 1983.

MARANDINO, Martha. O conhecimento biológico em exposições de museus de ciências: análise do processo de produção do discurso expositivo. 2001. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

MARANDINO, Martha. A biologia nos museus de ciências: a questão dos textos em bioexposições. Ciência & Educação, Bauru, v. 8, n. 2, p. 187-202, 2002. Disponível em: <https://bit.ly/3xsDLXN>. Acesso em: 3 dez. 2018.

MASSARANI, Luisa et al. A experiência de adolescentes ao visitar um museu de ciência: um estudo no museu da vida. Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 21, 2019a. Doi: <https://doi.org/10.1590/1983-21172019210115>.

MASSARANI, Luisa et al. Adolescents learning with exhibits and explainers: the case of Maloka. International Journal of Science Education, Abingdon-on-Thames, v. 9, n. 3, p. 253-267, 2019b. Doi:<https://doi.org/10.1080/21548455.2019.1646439>.

MASSARANI, Luisa et al. La interactividad en los museos de ciencias, pivote entre expectativas y hechos empíricos: el caso del Centro Interactivo de Ciencia y Tecnología Abremate (Argentina). Ciência & Educação, Bauru, v. 25, n. 2, p. 467-484, 2019c. Doi: <https://doi.org/10.1590/1516-731320190020012>.

MCMANUS, Paulette. Oh, yes, they do: how museum visitors read labels and interact with exhibit texts. Hertfordshire: California Academy of Sciences, 1989.

MILLER, Steven. Labels. Curator: the Museum Journal, London, v. 33, n. 2, p. 85-89, 1990.

PATIÑO, Maria de Lourdes; PADILLA, Jorge; MASSARANI, Luisa. Diagnóstico de la divulgación de la ciencia en América Latina: una mirada a la práctica en el campo. Ciudad de México: RedPOP, 2017. Disponível em: <https://bit.ly/3xke8s3>. Acesso em: 16 jun. 2021.

ROSAS MANTECON, Ana. Usos y desusos del patrimonio cultural: retos para la inclusión social en la ciudad de México. Anais do Museu Paulista, São Paulo, v. 13, n. 2, p. 235-256, 2005. Doi: <https://doi.org/10.1590/S010147142005000200008>.

SÁNCHEZ-MORA, Carmen. La evaluación de la función comunicativa de las cédulas museográficas en museos de ciencias. In: RICO MANSARD, Luisa Fernanda (coord.). Nuevas aportaciones a la museología mexicana. Ciudad de México: Unam, 2014, p. 309-321.

SERRELL, Beverly. Exhibit labels: an interpretative approach. London: Rowman & Littlefield, 1996.

SMITH, Lisa et al. Aesthetics and astronomy: how museum labels affect the understanding and appreciation of deep-space images. Curator: The Museum Journal, London, v. 58, n. 3, p. 282-297, 2015.

SOTO LOMBANA, Carlos Arturo; ANGULO, Fanny; RICKENMANN, Rene. Ampliando la perspectiva escolar: los museos como espacio de formación. Enseñanza de las Ciencias: Revista de Investigación y Experiencias Didácticas, [s. l.], v. 27, p. 3030-3034, Extra, 2009. Disponível em: <https://www.raco.cat/index.php/Ensenanza/article/view/294598>. Acesso em:

jun. 2021.

SOTO LOMBANA, Carlos Arturo et al. Pensar la institución museística en términos de institución educativa y cultural, el caso del Museo de Antioquia. Revista Latinoamericana de Ciencias Sociales, Niñez y Juventud, Manizales, v. 11, n. 2, p. 819-833, 2013.

SOUSA, Guaracira. A divulgação científica para crianças: o caso da Ciência Hoje das Crianças. 2000. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2000.

STURGIS, Patrick; ALLUM, Nick. Science in society: re-evaluating the deficit model of public attitudes. Public Understanding of Science, London, v. 13, n. 1, p. 55-74, 2004. Doi: <https://doi.org/10.1177/0963662504042690>.

WANG, Joyce; YOON, Susan. Visitors’ learning through labels. Journal of Museum Education, Abingdon-on-Thames, v. 38, n. 3, p. 320-332, 2013. Doi: <https://doi.org/10.1080/10598650.2013.11510784>.

WOLF, Lisa; SMITH, Jeffrey. What makes museum labels legible? Curator: The Museum Journal, London, v. 36, n. 2, p. 95-110, 1993.

SITES

INSTITUTO NACIONAL DE ESTADÍSTICA Y GEOGRAFÍA. Museos de México y sus visitantes 2017. Ciudad de México: Inegi, 2017. Disponível em <https://www.inegi.org.mx/contenidos/programas/museos/doc/diptico_museos_2017.pdf>. Acesso em: 22 jun. 2021.

MUSEOS DE MÉXICO. Museos de México: la guia de museos de CDMX. Ciudad de México: Museos de México, c2021. Disponível em: <https://bit.ly/3vqHV0F>. Acesso em: 16 jun. 2021.

Downloads

Publicado

2021-08-18

Edição

Seção

Museus

Dados de financiamento

Como Citar

ROCHA, Jessica Norberto; MASSARANI, Luisa; POENARU, Lara Mucci; MARTINS, Alanna Dahan; MACÍAS-NESTOR, Alba Patricia. Um estudo sobre a leitura e a interação de adolescentes durante uma visita ao museu de ciências Universum, México. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 29, p. 1–34, 2021. DOI: 10.1590/1982-02672021v29e38. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/158483.. Acesso em: 19 jul. 2024.