Reflexões sobre a tomada de decisões no restauro de um manuscrito iluminado setecentista

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1982-02672021v29e42

Palavras-chave:

Manuscrito iluminado, Documentos gráficos, Valores, Restauro, Tonalização, Reestruturação de perdas

Resumo

Em 2018, um códice manuscrito iluminado, intitulado Compromisso da Irmandade do Smo. Sacramento da Freguezia de Nossa Senhora do Pilar Das Congonhas do Anno de 1725 foi restaurado dentro de um projeto cujo objetivo é pensar a relação entre a conservação-restauração e a história. As decisões de intervenção foram tomadas dentro de uma perspectiva que busca o balanço entre duas forças aparentemente opostas: a manutenção dos aspectos materiais da passagem do tempo e as intervenções necessárias para garantir a continuidade de seus aspectos funcionais, simbólicos e estéticos pelo maior tempo possível. São discutidas decisões tomadas no processo de restauro concernentes ao miolo do livro, ou seja, no processo de reestruturação de suporte e de atenuação de manchas, buscando expor os caminhos que levaram à tomada de determinadas decisões em detrimento de outras e compreender como o trabalho de restauração, assim como qualquer outro tipo de intervenção, está ligado à uma série de valores que muito têm a dizer sobre quem age sobre o objeto.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • Ana Cristina Torres Campos, Universidade Federal de Minas Gerais

    Bacharel em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Graduanda em Conservação e
    Restauração de Bens Culturais Móveis pela UFMG. E-mail: anactcampos@hotmail.com

Referências

ALMADA, Márcia. Das artes da Pena e do Pincel: caligrafia e pintura em manuscritos do século XVIII. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012.

ALMADA, Márcia. Livros manuscritos iluminados na era moderna: compromissos de irmandades mineiras, século XVIII. 2006. Dissertação (Mestre em História) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006.

ANCONA, Melissa. A reintegração cromática em documentos gráficos e o diagrama de decisões: estudo de caso em um manuscrito iluminado do século XVIII. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Conservação e Restauração de Bens Móveis) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018.

AZZI, Riolando. História da Igreja no Brasil: segundo período. Petrópolis: Vozes, 1992. (História Geral da Igreja na América Latina, t. 2, v. 1.).

BAILÃO, Ana. As técnicas de reintegração cromática na pintura: Ge-Conservación, Madrid, v. 2, n. 2, p.45-65, 2011.

BOSCHI, Caio. Irmandades, religiosidades e sociabilidade. In: RESENDE, Maria Efigênia; VILLALTA, Luiz Carlos (orgs.). História de Minas Gerais: as Minas setecentistas. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. v. 2, p. 59-75.

BRANDI, Cesare. Teoria da Restauração. Cotia: Ateliê, 2013.

CAMPOS, Adalgisa Arantes. Arte sacra no Brasil colonial. Belo Horizonte: C/Arte. 2011.

CASTRIOTA, Leonardo Barci. Patrimônio Cultural: conceitos, políticas, instrumentos. São Paulo: Annablume, 2009.

CLARKSON, Christopher. Minimum intervention in treatment of books. In: INTERNATIONAL CONGRESS OF IADA, 9., 1999, Copenhagen. Pre-print of the […]. Washington, DC: IADA, 1999. p. 89-96.

COSTA, Walmira. Compromissos de Irmandades Mineiras: técnicas, materiais e artífices (c1708-1815). 2016. Tese(Doutorado em História) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

CORREIA, Inês. Between Material Conservation and Identity Preservation: the (Sacred) Life of Medieval Liturgical Books. In: ICOM-CC’s TRIENNIAL CONFERENCE, 16., 2011, Lisboa. Preprints […]. Paris: ICOM, 2011. p.1-9.

DAYBELL, James. Material Meanings and the Social Signs of Manuscript Letters in Early Modern England. Literature Compass, Hoboken, v. 6, n. 3, p. 647-667, 2009.

GONÇALVES, Marina Furtado. Separados no nascimento: estudo de técnicas, materiais e estado de conservação de dois manuscritos iluminados do século XVIII. 2015. Dissertação (Mestrado em Artes) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2015.

MUÑOZ VIÑAS, Salvador. La Restauración del Papel. Madrid: Tecnos, 2010.

MUÑOZ VIÑAS, Salvador. Teoría contemporánea de la Restauración. Madrid: Sintesis, 2003.

NOGUEIRA, Ruben Damião Soares. Conexões entre Arquivo, Biblioteca e Museu: similaridade das atividades profissionais e colaboração entre instituições – o Arquivo Público Mineiro, a Biblioteca Pública Estadual Luís de Bessa e o Museu Mineiro. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

REDE, Marcelo. História a partir das coisas: tendências recentes nos estudos de cultura material. Anais do Museu Paulista, São Paulo, v. 4, n. 1, p. 265-282, 1996. Doi: <https://doi.org/10.1590/S0101-47141996000100018>.

ZERVOS, S.; KOULOURIS, A.; GIANNAKOPOULOS, G. Intrinsic data obfuscation as the result of book and paper conservation interventions. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON INTEGRATED INFORMATION, 1., 2011, Kos. Proceedings […]. [S. l.]: IC-ININFO, 2011. p. 254-257.

Downloads

Publicado

2021-09-02

Edição

Seção

Conservação e Restauração

Como Citar

CAMPOS, Ana Cristina Torres. Reflexões sobre a tomada de decisões no restauro de um manuscrito iluminado setecentista. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 29, p. 1–28, 2021. DOI: 10.1590/1982-02672021v29e42. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/174428.. Acesso em: 12 jul. 2024.