A arquitetura popular na Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1982-02672022v30e14

Palavras-chave:

Arquitetura popular, Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Iphan

Resumo

O artigo propõe historicizar o modo como a arquitetura popular foi apresentada na linha editorial do Iphan, em especial na Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional entre as décadas de 1930 e 2010. A partir de um entendimento atual do que se entende por arquitetura popular, definiu-se um recorte para a entrada nos artigos da Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, que considerou, dentro dessa chave, a arquitetura indígena, a arquitetura de ciclos históricos, os mocambos, os terreiros, os quilombos, a arquitetura popular de imigrantes e as habitações ribeirinhas. Para problematizar a questão, perguntou-se: A partir de que campos disciplinares a arquitetura popular foi interpretada? A partir de cânones consagrados ou a partir de seus próprios sistemas? A partir de sua dimensão material ou imaterial? Que valores foram identificados nela? Os artigos tinham caráter descritivo ou analítico? A que se propunham? Que
diálogo estabelecem com as normativas, ideias, agentes do contexto estudado? Nesse sentido,
discutir a arquitetura popular na Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional é também formular uma narrativa sobre a história do Iphan e sua relação com a história da arquitetura no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hugo Stefano Monteiro Dantas, Universidade Federal de Pernambuco

Doutorando no programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Arquiteto e urbanista pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG),
com período sanduíche na University of Georgia. Mestre em Desenvolvimento Urbano pela UFPE, com
dissertação sobre a arquitetura popular na linha editorial do IPHAN. E-mail: hugostmd@gmail.com.

Renata Campello Cabral, Universidade Federal de Pernambuco

Docente do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Urbano. Coordenadora do Laboratório de Urbanismo e Patrimônio Cultural (LUP). E-mail: renata.ccabral@ufpe.br.

Referências

FONTES IMPRESSAS

Publicações da linha editorial do Iphan

ALMEIDA, Luis Castanho de. Casas dos séculos 18 e 19 em Sorocaba. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 9, p. 351-368, 1945.

ANDRADE, Antônio Luiz Dias de. Arquitetura vernacular: Vale do Paraíba. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 21, p. 158-164, 1986.

ANDRADE, Mário de. A capela de Santo Antônio. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 1, p. 119-126, 1937a.

ANDRADE, Rodrigo Mello Franco de. Introdução. In: FREYRE, Gilberto. Mucambos do Nordeste: algumas notas sobre o typo de casa popular mais primitivo do Nordeste do Brasil. Rio de Janeiro: Publicações do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 1937b. n. 1, p. 9-17.

BARRETO, Paulo Thedim. O Piauí e sua arquitetura. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 2, p. 187-224, 1938.

CAPINAM, Maria Bernardete; RIBEIRO, Orlando. A coroa de Xangô no Terreiro da Casa Grande. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 21, p. 165-171, 1986.

CARDOZO, Joaquim. Um tipo de casa rural do Distrito Federal e estado do Rio. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 7, p. 209-254, 1943.

CARVALHO, Luciana Gonçalves. Aporias da proteção do patrimônio cultural e natural de uma comunidade remanescente de quilombo na Amazônia. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 37, p. 210-231, 2018.

CHUVA, Márcia. Possíveis narrativas sobre duas décadas de patrimônio: de 1982 a 2002. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 35, p. 79-104, 2017.

COSTA, Lúcio. A arquitetura jesuítica no Brasil. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 5, p. 12-13, 1941.

COSTA, Lúcio. Documentação necessária. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 1, p. 31-39, 1937.

COSTA, Lúcio. Notas sobre a evolução do mobiliário luso-brasileiro. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 3, p. 149-150, 1939.

FARIA, Luis de Castro. O antropólogo e a fotografia. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 27, p. 162-171, 1998.

FONSECA, Maria Cecília Londres da. Da modernização à participação: a política federal de preservação nos anos 70 e 80. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 24, p. 153-164, 1996.

FREYRE, Gilberto. Casas de Residência no Brasil: introdução. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 7, p. 99-127, 1944.

FREYRE, Gilberto. Sugestões para o estudo da arte brasileira em relação com a de Portugal e das Colônias. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 1, p. 42, 1937.

GURAN, Milton. Sobre o longo percurso da matriz africana pelo seu reconhecimento patrimonial como uma condição para a plena cidadania. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 35, p. 213-225, 2017.

MAESTRI FILHO, Mário. O negro no sul do país. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 25, p. 231-240, 1997.

MARIANI, Alayde. A memória popular no registro do patrimônio. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 28, p. 156-173, 1999.

MENESES, Ulpiano Toledo de Bezerra. O patrimônio cultural e a guinada da Constituição de 1988: a casa de Chico Mendes. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 37, p. 199-209, 2018.

MESQUITA, Fernando. Pilotis são palafitas: sobre ecologia da arquitetura e saberes que resistem na Amazônia Marajoara. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 37, p. 169-194, 2018.

MICELI, Sérgio. SPHAN: refrigério da cultura oficial. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 22, p. 44-47, 1987.

MOTTA, Roberto. Palmares e o comunitarismo negro no Brasil. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 25, p. 223-230, 1997.

NIMUENDAJU, Curt. A habitação dos Timbira. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 8, p. 76-101, 1944.

PIMENTA, Margareth de Castro Afeche. Santa Catarina: entre regiões e paisagens culturais. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 40, p. 191-215, 2019.

PINTO, Estevão. Alguns aspectos da cultura artística dos pancarús de Tacaratú. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 2, p. 57-92, 1938.

RIBEIRO, Marcus Tadeu Daniel. Entre o ser e o coletivo: o tombamento das casas históricas. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 34, p. 223-248, 2012.

RODRIGUES, José Wasth. A casa de moradia no Brasil antigo. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 9, p. 159-198, 1945.

RUBINO, Silvana. O Mapa do Brasil passado. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 24, p. 97-105, 1996.

SAIA, Luis. Notas sobre a arquitetura rural paulista do segundo século. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 8, p. 211- 275, 1944.

SAIA, Luis. O alpendre nas capelas brasileiras. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 3, p. 235-250, 1939.

SANDRONI, Carlos. Notas sobre Mário de Andrade e a missão de pesquisas folclóricas. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 28, p. 60-73, 1999.

SCHLEE, Andrey Rosenthal; QUEIROZ, Hermano. O jogo de olhares. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 35, p. 105-119, 2017.

SIEVERT, Gladys Dinah. Rota do Enxaimel: patrimônio e turismo em Pomerode. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 40, p. 359-373, 2019.

SILVA, Alberto da Costa. O Brasil na África Atlântica. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 34, p. 361-373, 2012.

SMITH, Robert. Arquitetura civil do período colonial. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 17, p. 27-126, 1969.

SMITH, Robert. Robert C. Smith e o Iphan. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 26, p. 269, 1997.

TELLES, Augusto C da Silva. Vassouras (estudo da construção residencial urbana). Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 16, p. 9-136, 1968.

VAUTHIER, Louis L. Casas de residência no Brasil. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, nº 7, p.128-208, 1943.

VAUTHIER, Louis L. Diário íntimo do engenheiro Vauthier. Rio de Janeiro: Publicações do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, n. 4, 1940.

VELHO, Gilberto. Antropologia e patrimônio cultural. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 20, p. 37-39, 1984.

VELTHEM, Lucia Hussak van. Patrimônios culturais indígenas. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 35, p. 227-243, 2017.

VILARON, André. O quilombo Kalunga. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 25, p. 246-260, 1997.

VOGT, Carlos; FRY, Peter. Os caçadores de tesouro: em busca de línguas africanas no Brasil. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 25, p. 317-326, 1997.

ZALUAR, Amélia. A casa da flor: uma arquitetura poética. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília, DF, nº 25, p. 299-305, 1997.

Processos de tombamento

DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL. Processo de tombamento nº 524 – T – 55, referente à Casa Natal de Euclides da Cunha, Cantagalo, RJ.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL. Processo de tombamento nº 1067 – T – 82, terreiro da Casa Branca, Salvador, BA.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL. Processo de tombamento nº 1549 – T – 07, casa de Chico Mendes, Xapuri, AC.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL. Processo de tombamento nº 1659 – T – 12, casa da Flor, São Pedro da Aldeia, RJ.

Legislações

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Decreto nº 4.889, de 20 de novembro de 2003.

LIVROS, ARTIGOS E TESES

ALMEIDA, Rita Heloísa. O Diretório dos índios: um projeto de civilização no Brasil do século XVIII, Brasília, DF, Editora da Universidade de Brasília, 1997.

ANDRADE, Rodrigo Melo Franco de. Rodrigo e o SPHAN: coletânea de textos sobre o patrimônio cultural. Rio de Janeiro: Ministério da Cultura, 1987.

ARANTES, Antônio Augusto. Trajetórias e desafios do Inventário Nacional de Referências Culturais. Entrevista com Antonio Augusto Arantes. Revista CPC, São Paulo, n. 20, p. 221-260, 2015.

BACELAR, Aline; PEREIRA, Juliana; PONTUAL, Virgínia. Patrimônio, planejamento urbano e turismo cultural: os encontros de governadores de Brasília e Salvador. Revista Jatobá, [S. l.], v. 2, 2 nov. 2020.

BENCHIMOL, Alegria; PINEIRO, Lena Vania Ribeiro. Nimuendaju: do “coração verde” da Alemanha às matas verdes do Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 11., Rio de Janeiro, 2010. Anais… Rio de Janeiro: [s. n.], 2010.

CABRAL, Renata; JACQUES, Paola Berestein. O antropófago Oswald de Andrade e a preservação do patrimônio: um “devorador” de mitos? Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 26, p. e32, 2018. DOI: 10.1590/1982-02672018v26e32.

CARTA de Veneza (1964). In: CURY, Isabelle. Cartas patrimoniais. 3. ed. Brasília, DF: IPHAN, 2000.

CARVALHO, Aluizio Victor de Souza. Os projetos gráficos da Revista do Patrimônio: trajetórias do design e do Iphan. 2013. Dissertação (Mestrado Profissional em Preservação do Patrimônio Cultural) – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, 2013.

CARVALHO, José Murilo de. Prefácio. In: FRANCO, Afonso Arinos de Melo Franco. Desenvolvimento da civilização material no Brasil. Rio de Janeiro: Topbooks, 2005.

CHARTIER, Roger. O mundo como representação. Estudos Avançados, São Paulo, v. 5, n. 11, p. 173-191, 1991.

CHUVA, Márcia. Os arquitetos da memória: sociogênese das práticas de preservação do patrimônio cultural no Brasil (anos 1930-1940). Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2009.

CORREIA, Telma de B. Gilberto Freyre e Amaury de Medeiros: tensões entre culto à tradição e messianismo sanitário (Recife, 1923-1926). Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, [S. l.], v. 28, p. 1-60, 2020. DOI: 10.1590/1982-02672020v28e13.

DIAS, Welbia Carla. Boletim SPHAN/FNpM: um espaço de comunicação do patrimônio cultural. 2012. Dissertação (Mestrado em Preservação do Patrimônio Cultural) – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, 2012.

FEDUCHI, Luis. Itinerários de arquitetura popular española: la meseta septentrional. Barcelona: Blume, 1974.

FLORES, Carlos. Miradas a la arquitetura popular en España. Zamora: Museo Etnográfico de Castilla y León, 2017.

FRANCO, Afonso Arinos de Melo. Desenvolvimento da civilização material no Brasil. Rio de Janeiro: Topbooks, 2005.

FREYRE, Gilberto. Um engenheiro francês no Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1960.

GINZBURG, Carlo. História da arte italiana. In: GINZBURG, Carlo; CASTELNUOVO, Enrico; PONI, Carlo (org.). A micro história e outros ensaios. Lisboa: Difel, 1989.

KÜHL, Beatriz Mugayar. Notas sobre a Carta de Veneza. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 287-320, 2010. DOI: 10.1590/S010147142010000200008.

LEMOS, Carlos. História da casa brasileira. São Paulo: Pinsky, 1989.

LIRA, José Tavares Correia de. A construção discursiva da casa popular no Recife (década de 30). Análise Social, [S. l.], v. 29, n. 127, p. 733-753, 1994.

MAGALHÃES, Aloísio. E Triunfo?: a questão dos bens culturais no Brasil. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

MARINS, Paulo César Garcez. Novos patrimônios, um novo Brasil?: um balanço das políticas patrimoniais federais após a década de 1980. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 29, n. 57, p. 9-28, 2016.

MARSON, Izabel. Um engenheiro francês no Brasil: (re)descobrindo Louis-Léger Vauthier. Resenha. Acervo, [S. l.], v. 23, n. 1, p. 175-180, 2010.

MARTINS, Carlos Alberto Ferreira. “Há algo de irracional…”: notas sobre a historiografia da arquitetura brasileira. In: GUERRA, Abílio (org.) Textos fundamentais sobre história da arquitetura moderna brasileira. São Paulo: Romano Guerra, 2010. v. 2, p. 131-169.

MAYUMI, Lia. Taipa, canela-preta e concreto: estudo sobre o restauro de casas bandeiristas. São Paulo: Romano Guerra, 2008.

MESQUITA, Gustavo. Gilberto Freyre e o Estado Novo: região, nação e modernidade. São Paulo: global, 2018. 1ª edição digital.

NOVAES, Sylvia Caiuby. As casas na organização social do espaço bororó. In: NOVAES, Sylvia. (org.) Habitações indígenas. São Paulo: Edusp, 1983. p. 57-76.

OLIVEIRA, Lúcia Lippi. Cultura é patrimônio: um guia. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2008.

OLIVER, Paul. Built to Meet Needs: Cultural Issues in Vernacular Architecture. Oxford: Elsevier, 2006.

RABELLO, Sonia. O Estado na preservação dos bens culturais: o tombamento. Rio de Janeiro: IPHAN, 2009.

RIBEIRO, Robson Orzari. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: textos de história da arte engajados na política de preservação no Brasil. 2013. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.

RUBINO, Silvana. As fachadas da história: as origens, a criação e os trabalhos do SPHAN, 1936-1967. 1992. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1992.

RUBINO, Silvana. Entre o CIAM e o SPHAN: diálogos entre Lúcio Costa e Gilberto Freyre. In: KOMINSKY, Ethel Volfzon; LÉPINE, Claude; PEIXOTO, Fernanda Arêas. (org.). Gilberto Freyre em quatro tempos. Bauru: Edusc; São Paulo: Editora Unesp, 2003.

SANT’ANNA, Marcia. Da cidade-monumento à cidade-documento: a trajetória da Norma de Preservação de áreas urbanas no Brasil. (1937-1990). 1995. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, 1995.

SILVA, Aracy Lopes da. Xavante: Casa – aldeia – chão – terra – vida. In: NOVAES, Sylvia. (org.) Habitações indígenas. São Paulo: Edusp, 1983. p. 33-56.

SILVA, Cínthia Mayumi de Carli. Revista do Patrimônio: editor, autores e temas. 2010. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais). Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil, Rio de Janeiro, 2010.

SOUZA, Jessé. Democracia racial e multiculturalismo: ambivalente singularidade cultural brasileira. Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, n. 38, p. 135-155, 2000.

TEIXEIRA, Luciano dos Santos. Civilização material, história e preservação em Afonso Arinos. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 25., Fortaleza, 2009. Anais… Fortaleza: ANPUH, 2009.

THOMPSON, Analucia (org.) Memórias do patrimônio. Entrevista com Augusto da Silva Telles. Rio de Janeiro: IPHAN, 2010. v. 2, p. 267-268.

WAISMAN, Marina. O interior da história: historiografia para latino-americanos. São Paulo: Perspectiva, 2013.

WEIMER, Günter. Arquitetura popular Brasileira. 2. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2005.

SITES

ALBERTO DA COSTA E SILVA. Academia Brasileira de Letras. Seção Biografias. Rio de Janeiro. Disponível em: https://bit.ly/3JnofTf. Acesso em: 6 nov. 2020.

ALUÍSIO DE ALMEIDA. Enciclopédia Sorocabana. (online), [S. l.]. Disponível em: https://bit.ly 3ifPSlj. Acesso em: 16 mar. 2020.

JOAQUIM CARDOSO. Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras, São Paulo, 2020. Disponível em: https://bit.ly/3IhM2T9. Acesso em: 13 nov. 2020.

MILTON GURAN. Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras, São Paulo, 2020. Disponível em: https://bit.ly/3ifQnMd. Acesso em: 6 nov. 2020.

RODRIGUES WASTH. Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras, São Paulo, 2020. Disponível em: https://bit.ly/3MSDPZn. Acesso em: 16 mar. 2020.

Downloads

Publicado

2022-06-13

Como Citar

Dantas, H. S. M., & Cabral, R. C. (2022). A arquitetura popular na Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Anais Do Museu Paulista: História E Cultura Material, 30, 1-60. https://doi.org/10.1590/1982-02672022v30e14

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material