A urbanização da Amazónia e do Mato Grosso no século XVIII povoações civis, decorosas e úteis para o bem comum da coroa e dos povos

Autores

  • Renata Malcher de Araujo Universidade Nova de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-47142012000100003

Palavras-chave:

Urbanização, Amazónia, Mato Grosso, Grão-Pará, Fronteiras, Legislação indigenista, Território

Resumo

Neste texto faz-se uma leitura sintética do processo de urbanização da região amazônica e do Mato Grosso, na segunda metade do século XVIII. Consideram-se, sobretudo, as relações implícitas com a conjuntura da demarcação de limites; a projeção ideológica do urbano no discurso político das Luzes, que se reflete na legislação adotada, e as implicações do processo de urbanização na leitura do território.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2012-06-01

Edição

Seção

Dossiê - Caminhos da história da urbanização no Brasil-colônia

Como Citar

ARAUJO, Renata Malcher de. A urbanização da Amazónia e do Mato Grosso no século XVIII povoações civis, decorosas e úteis para o bem comum da coroa e dos povos . Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 20, n. 1, p. 41–76, 2012. DOI: 10.1590/S0101-47142012000100003. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/39808.. Acesso em: 17 jun. 2024.