Reflexiones sobre la actuación y obra de Lía Correa Morales en el Museo Yrurtia

Autores

  • Georgina Gluzman Universidad Nacional de San Martín; Nacional de Investigaciones Científicas y Técnicas

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-47142012000200004

Palavras-chave:

Argentina, Mulheres artistas, Lía Correa Morales, Museus

Resumo

A história das mulheres artistas na Argentina ainda não foi escrita. No entanto, há um interesse crescente de pesquisadores em compreender as trajetórias de várias artistas que permanecem ocultas nos relatos historiográficos tradicionais. Uma das artistas mais importantes do campo artístico na Argentina dos anos 1920 e 1930 foi Lía Correa Morales, que participou d os salões de maior prestígio do país e foi ganhadora de vários prêmios. A morte de seu marido, o célebre escultor Rogelio Yrurtia, ocorrida em 1950, permitiu que a artista dirigisse um museu, uma situação sem precedentes para a época. No entanto, a correlação dessa conquista parece ter sido o abandono de sua bem-sucedida carreira artística. Neste artigo, abordamos esta fase da vida de Lia Correa Morales, por meio da análise de documentos pessoais e oficiais, e meditamos sobre a presença da artista no museu que liderou durante mais de vinte anos e onde está a maior parte de sua própria produção artística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-01

Como Citar

Gluzman, G. (2012). Reflexiones sobre la actuación y obra de Lía Correa Morales en el Museo Yrurtia. Anais Do Museu Paulista: História E Cultura Material, 20(2), 093-118. https://doi.org/10.1590/S0101-47142012000200004

Edição

Seção

Museus