A representação da realeza no Brasil: uma análise dos retratos de D. João VI e D. Pedro I, de Jean-Baptiste Debret

Autores

  • Elaine Dias

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-47142006000100008

Palavras-chave:

Retrato, D. João VI, D. Pedro I, Jean-Baptiste Debret, Henrique José da Silva, Hyacinthe Rigaud

Resumo

Jean-Baptiste Debret, pintor de história e integrante da Missão Artística Francesa de 1816, em seu álbum iconográfico Viagem pitoresca e histórica ao Brasil, realizou ilustrações referentes aos usos e costumes brasileiros. Uma parte de sua obra foi dedicada à vida de corte no Rio de Janeiro. Pretendemos, neste artigo, analisar a concepção do Retrato de D. João VI e do Retrato de D. Pedro I, imagens oficiais da realeza no Brasil, produzidas pelo artista francês. Há, em Debret, uma clara contraposição entre os retratos do pai D. João e do filho Pedro, oferecendo-nos chaves interpretativas para os momentos políticos em questão. Pretendemos analisar e contrapor as imagens, no sentido de sua descrição física, da presença diferencial dos atributos e de sua representação política, evidenciando as mudanças iconográficas entre os retratos e destacando a importância dos modelos europeu e americano nas composições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-06-01

Como Citar

Dias, E. (2006). A representação da realeza no Brasil: uma análise dos retratos de D. João VI e D. Pedro I, de Jean-Baptiste Debret . Anais Do Museu Paulista: História E Cultura Material, 14(1), 243-261. https://doi.org/10.1590/S0101-47142006000100008

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material