Honores y renuncias: la escultora argentina Lola Mora y la fuente de los debates

Autores

  • Patricia Viviana Corsani Universidad de Buenos Aires; Facultad de Filosofía y Letras; Instituto de Teoría e Historia del Arte Julio E. Payró

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-47142007000200017

Palavras-chave:

Lola Mora, Fonte, Escultura decorativa, Arte pública, Nus, Buenos Aires

Resumo

Lola Mora (1867-1936) foi a mais aclamada e discutida escultora argentina dos últimos anos do século XIX e do início do século XX. A imprensa escrita de Buenos Aires acompanhou o desenvolvimento de sua carreira artística desde a sua chegada de uma viagem de estudos em 1900 e a converteu em protagonista principal, monopolizando assim a atenção dos colunistas. O tema desta pesquisa é uma de suas obras mais famosas, a Fonte das Nereidas, popularmente conhecida como a Fonte de Lola Mora. Trata-se de um conjunto escultural em mármore de Carrara, inaugurado em 21 de maio de 1903, no Paseo de Julio. Nossa investigação abordará as questões debatidas em torno desse conjunto escultural quanto à sua localização original em 1903, que transformaram a discussão em um processo singular, pois, até hoje, nunca houve debates com tais características sobre uma obra decorativa para a cidade.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Publicado

2007-12-01

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material

Como Citar

CORSANI, Patricia Viviana. Honores y renuncias: la escultora argentina Lola Mora y la fuente de los debates . Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 15, n. 2, p. 169–196, 2007. DOI: 10.1590/S0101-47142007000200017. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/5478.. Acesso em: 23 jun. 2024.