Restauração do círculo meridiano de Gautier e reabilitação do pavilhão correspondente: Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST)

Autores

  • Marcus Granato MAST
  • Ive Luciana Coelho da Costa URFJ; MAST
  • Antonio Carlos Martins MAST; Serviço de Exposições
  • Durval Costa Reis MAST
  • Cristiane Suzuki MAST

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-47142007000200022

Palavras-chave:

Instrumentos científicos, Reabilitação, Restauração, Pavilhão para a astronomia, Museu de Astronomia e Ciências Afins

Resumo

O MAST é um museu de ciência e técnica situado no conjunto arquitetônico e paisagístico do antigo Observatório Nacional, na cidade do Rio de Janeiro. No âmbito da criação do museu, o patrimônio de valor histórico ali existente - composto por 16 edificações, as coleções de instrumentos científicos e outras significativas, como a de mobiliário, relacionados à período importante da história da ciência do Brasil - foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1986, e pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), em 1987. Em continuidade a trabalhos anteriores de intervenção, foi possível desenvolver, através de uma parceria com a Fundação Vitae, este trabalho de restauração e reabilitação de partes importantes do patrimônio sob a guarda do MAST. O projeto foi realizado por uma equipe multidisciplinar, a partir de pesquisa histórica sobre o instrumento e seu abrigo, num período de três anos, e acompanhado pelo registro fotográfico exaustivo de todas as etapas, contemplando o diagnóstico do estado de conservação, a restauração do círculo meridiano, a reabilitação do pavilhão e colocação do instrumento em seu local original, além da museografia da área, que informa ao público visitante os trabalhos de restauração realizados. O instrumento restaurado, desmontado desde a década de 1960, encontrava-se em alto risco de perda; a cobertura do pavilhão que o abrigava fora demolida na década de 1980, restando um vestíbulo e a base do abrigo meridiano, em risco de desabamento parcial. A filosofia de intervenção no instrumento foi não de restituir seu funcionamento, mas permitir a sua visualização e compreensão pelo público, no espaço museológico criado. Foi privilegiada a dimensão de potencial de comunicação do objeto e reconstruído um abrigo para o instrumento: uma cobertura metálica em volumetria e aspecto similar à original, mas com uso diferente, que não permite a investigação em astronomia, mas protege o espaço museológico e compõe, de forma harmoniosa, o conjunto arquitetônico tombado.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2007-12-01

Edição

Seção

Conservação e Restauração

Como Citar

GRANATO, Marcus; COSTA, Ive Luciana Coelho da; MARTINS, Antonio Carlos; REIS, Durval Costa; SUZUKI, Cristiane. Restauração do círculo meridiano de Gautier e reabilitação do pavilhão correspondente: Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST) . Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 15, n. 2, p. 319–357, 2007. DOI: 10.1590/S0101-47142007000200022. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/5483.. Acesso em: 23 jun. 2024.