Vestígios indígenas na cartografia do sertão da América portuguesa

Autores

  • Glória Kok Unicamp; IFCH; Departamento de Antropologia

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-47142009000200007

Palavras-chave:

Populações indígenas, Cartografias, Sertão, Capitania de São Paulo, América portuguesa

Resumo

Nos três primeiros séculos da colonização da América portuguesa, a cartografia indígena auxiliou no processo de decodificação do espaço convencionalmente chamado "sertão" pelos adventícios. Agentes de colonização da capitania de São Paulo (bandeirantes, soldados, povoadores, burocratas, comerciantes e aventureiros) mapearam cuidadosamente os territórios interiores. A situação colonial, entretanto, impôs uma nova orientação do espaço, bem como classificou os grupos étnicos em categorias distintas, fixas e homogêneas. Nesse processo de conquista da Coroa portuguesa, os grupos indígenas foram gradativamente eclipsados dos mapas, e seus territórios, expropriados.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2009-12-01

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material

Como Citar

KOK, Glória. Vestígios indígenas na cartografia do sertão da América portuguesa . Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 91–109, 2009. DOI: 10.1590/S0101-47142009000200007. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/5516.. Acesso em: 28 maio. 2024.