Habitar a metrópole: os apartamentos quitinetes de Adolf Franz Heep

Autores

  • Joana Mello de Carvalho e Silva Universidade de São Paulo; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-47142013000100009

Palavras-chave:

Quitinete, Metropolização, Arquitetura Moderna, Adolf Franz Heep, São Paulo

Resumo

A reestruturação do mercado imobiliário e o surgimento de uma nova tipologia habitacional em São Paulo a partir de meados dos anos 1940, o apartamento quitinete, coincidiram com as transformações nos parâmetros disciplinares que orientavam o discurso e a prática arquitetônica no Brasil. Analisar o momento em que a nova tipologia foi formulada, as suas motivações iniciais e os desenvolvimentos posteriores, permite não só recuperar a trajetória do arquiteto germânico Adolf Franz Heep (1902-1978) como investigar diálogos entre as vanguardas arquitetônicas européias, as experiências norte-americanas, a produção arquitetônica e as demandas locais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-01

Como Citar

Silva, J. M. de C. e. (2013). Habitar a metrópole: os apartamentos quitinetes de Adolf Franz Heep. Anais Do Museu Paulista: História E Cultura Material, 21(1), 141-157. https://doi.org/10.1590/S0101-47142013000100009

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material