Parque do Povo: um patrimônio do futebol de várzea em São Paulo

Autores

  • Simone Scifoni Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas; Departamento de Geografia

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0101-47142013000200005

Resumo

O presente artigo procura discutir a constituição de um patrimônio cultural paulista vinculado ao universo da cultura popular, evidenciando as justificativas que levaram ao reconhecimento da importância de proteção da última praça de campos de futebol de várzea da capital. Busca, também, debater as condições e circunstâncias em que se deu seu desaparecimento na cidade, fruto de um projeto de requalificação da área conduzido pelo poder público municipal, no ano de 2006. O objetivo é problematizar o discurso que legitimou as intervenções realizadas no parque, as quais resultaram na descaracterização do tombamento e, desta forma, colocar em evidência os rumos das políticas públicas de patrimônio em São Paulo.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

2013-12-01

Edição

Seção

Estudos de Cultura Material

Como Citar

SCIFONI, Simone. Parque do Povo: um patrimônio do futebol de várzea em São Paulo. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 21, n. 2, p. 125–151, 2013. DOI: 10.1590/S0101-47142013000200005. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/anaismp/article/view/80843.. Acesso em: 21 maio. 2024.