Origens das formas budistas

Autores

  • Fernando Carlos Chamas Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2015.105526

Palavras-chave:

Budas, mitologia, Oriente, artes, beleza.

Resumo

As características de uma imagem de Buda são o resultado do processo milenar que uniu três fatores: as mitologias orientais mais antigas que o budismo, sua capacidade de se adequar às crenças locais e as suas próprias reinterpretações. Após o surgimento das primeiras estátuas que representavam o Buda histórico, o ideal de beleza para um ser que alcançou a Iluminação baseou-se nas antigas “ciências” orientais, predominantemente mentais e de energias sutis. Enquanto a estética ocidental discutia as idealizações da arte com racionalidade, ignorando um oriente “pagão e supersticioso”, as imagens budistas personificavam estados mentais que o ocidente só cogitaria na sua modernidade. A arte budista transmite o legado ancestral e imutável de chaves místicas da consciência e do equilíbrio..

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-06-14

Como Citar

Chamas, F. C. (2015). Origens das formas budistas. ARS (São Paulo), 13(25), 105-113. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2015.105526

Edição

Seção

Arte, tecnologia e novas mídias