O trabalho de Claudia Andujar a partir de uma história da fotografia engendrada por meandros discursivos institucionais

Autores

  • Carolina Soares Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2015.106086

Palavras-chave:

história da fotografia, Claudia Andujar, museus de arte, fotografia

Resumo

Este texto resgata a produção fotográfica de Claudia Andujar do final dos anos de 1950 e início de 1960 – ainda anterior ao trabalho que viria a desenvolver com os Yanomami – para uma análise que leve em consideração a dimensão do assunto escolhido; o resultado visual de sua representação e a forma de circulação do trabalho. Ao enfatizar esses aspectos, o objetivo é entender de que modo a estética desenvolvida pela artista em questão é contaminada e assim constituída por critérios discursivos alinhados a uma história da fotografia forjada por mecanismos institucionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Soares, Universidade de São Paulo. Escola de Comunicações e Artes

Doutora pelo programa de pós-graduação em História, Teoria e Crítica da Arte da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo

Downloads

Publicado

2015-12-22

Como Citar

Soares, C. (2015). O trabalho de Claudia Andujar a partir de uma história da fotografia engendrada por meandros discursivos institucionais. ARS (São Paulo), 13(26), 182-195. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2015.106086

Edição

Seção

Arte, tecnologia e novas mídias