A noção de fingere na produção visual contemporânea: estratégias para mundos possíveis através da imagem

Autores

  • Marina Romagnoli Bethonico
  • Philippe Dubois

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2016.117620

Palavras-chave:

arte contemporânea, imagem, ficção, fingere, mundos possíveis.

Resumo

Este artigo efetua uma reflexão acerca da tendência, na recente produção artística visual, de questionamento das bordas entre realidade e ficção. Considerando a imagem como resultado de uma manipulação, objetiva pensá-la como imagem-ficção na transformação do presente através da multiplicação de mundos possíveis. Nesse sentido, ela é considerada como resultado do fingere e como via de apreensão do real, que questiona a memória de nossa sociedade e que reconsidera seu  papel e responsabilidade na construção da história e de coletividades. Conclui-se que a imagem é potência presente e atuante para se construir novas formas de se viver.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

Bethonico, M. R., & Dubois, P. (2016). A noção de fingere na produção visual contemporânea: estratégias para mundos possíveis através da imagem. ARS (São Paulo), 14(27), 54-71. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2016.117620

Edição

Seção

Arte, tecnologia e novas mídias