O cubismo como método

  • Rosa Gabriella de Castro Gonçalves Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: Cubismo, Modernismo, pintura, Expressionismo abstrato, colagem

Resumo

Este artigo busca discutir a relevância do Cubismo para a concepção de Modernismo elaborada pelo crítico de arte norte-americano Clement Greenberg a partir da análise de ensaios e textos críticos publicados por ele ao longo de mais de três décadas, nos quais transparece a identificação da unidade do plano pictórico – entendida pelo crítico como uma das características mais essenciais da pintura moderna, ao lado da planaridade – com o pensamento plástico cubista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosa Gabriella de Castro Gonçalves, Universidade Federal da Bahia
Doutora em Filosofia pela Universidade de São Paulo. Professora de Teoria da Arte e Estética na Universidade Federal da Bahia. Autora de Kant, Greenberg e o formalismo na arte (EDUFBA, 2016).
Publicado
2017-04-30
Como Citar
Gonçalves, R. G. (2017). O cubismo como método. ARS (São Paulo), 15(29), 78-99. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2017.122361
Seção
Artigos