Apropriação e apagamento como processos artísticos: uma análise comparativa de Tree of Codes, de Jonathan Safran Foer

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2020.143716

Palavras-chave:

design editorial, livro de artista, apropriação, Jonathan Safran Foer

Resumo

O advento e a popularização dos livros eletrônicos não levou à extinção do livro impresso. Ao contrário, o fenômeno dos e-books impeliu este formato a melhor explorar suas particularidades. Hoje, graças ao avanço das tecnologias gráficas, abriram-se novas possibilidades para se tirar proveito do suporte impresso na criação de obras literárias. Uma delas é Tree of Codes, de Jonathan Safran Foer. O autor apropriou-se do livro The Street of Crocodiles, de Bruno Schulz, removendo alguns de seus trechos por meio de incisões no papel. O resultado é uma obra produzida pelo apagamento de partes do original. Este artigo analisa o processo de criação de Tree of Codes, traçando paralelos com exemplos de apropriação e apagamento do universo da arte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Lischewski Mattar, Universidade de São Paulo (USP), Brasil

Luciana Lischewski Mattar é graduada em Design pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP) (2013) e mestre na linha de pesquisa Teoria e História do Design pela mesma instituição (2020). Com experiência nas temáticas de design de produto, design visual, processos criativos e linguagens, foi membro da equipe do Laboratório de Pesquisa em Design Visual (LabVisual) da FAU-USP (2018-2020) e, atualmente, é pesquisadora do Núcleo de Inovação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP), o Inova HC.

Renata Takatu, Universidade de São Paulo (USP), Brasil

Renata Takatu é graduada em Design pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) (2012) e atua como tradutora nas áreas de arte, design e arquitetura. É autora da versão em inglês dos textos que compõem obras como Arquitetura contemporânea: 1999-2015 FGMF Arquitetos (Acácia Cultural, 2016) e Biselli Katchborian Arquitetos (Acácia Cultural, 2019), entre outras.

Referências

ASHBERY, John. Wakefulness: poems. Nova York: Farrar, Straus and Giroux, 1998.

BRAY, Joe; GIBBONS, Alison; McHALE, Brian. The Routledge Companion to Experimental Literature. Londres: Routledge, 2012.

CAMARGO, Iara Pierro. O livro de literatura: entre o design visível e o invisível. 2016. 175 f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

EVANS, David (ed.). Appropriation. Documents of Contemporary Art. Londres e Cambridge: Whitechapel e MIT Press, 2009.

FABER, Michel. Tree of Codes by Jonathan Safran Foer – review. The Guardian, 18 de dezembro de 2017. Disponível em: <https://www.theguardian.com/books/2010/dec/18/tree-codes-safran-foer-review>. Acesso em: 10 nov. 2017.

FOER, Jonathan Safran. Tree of Codes. Londres: Visual Editions, 2010.

PRESTON, Alex. How real books have trumped ebooks. The Guardian, 14 de maio de 2017. Disponível em: <https://www.theguardian.com/books/2017/may/14/how-real-books-trumped-ebooks-publishing-revival>. Acesso em: 10 nov 2017.

SCHULTZ, Bruno. The Street of Crocodiles and Other Stories. Londres:

Penguin Books, 2008.

USHER, M. D. Homeric Stitchings: The Homeric Centos of the Empress

Eudocia. Lanham: Rowman & Littlefield Publishers, 1998.

WAGNER, Heather. Jonathan Safran Foer Talks Tree of Codes and Conceptual Art. Vanity Fair, 10 de novembro de 2010. Disponível em: <https://www.vanityfair.com/culture/2010/11/jonathan-safran-foer-talks-tree-of-codesand-paper-art>. Acesso em: 10 nov. 2017.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

Mattar, L. L. ., & Takatu, R. (2020). Apropriação e apagamento como processos artísticos: uma análise comparativa de Tree of Codes, de Jonathan Safran Foer. ARS (São Paulo), 18(40), 446-476. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2020.143716

Edição

Seção

Artigos