Fernanda Gomes: eloquência do silêncio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2023.208151

Palavras-chave:

Fernanda Gomes, Recepção, Tempo, Silêncio

Resumo

Fernanda Gomes tem se destacado no cenário artístico nacional por apresentar um trabalho pouco dócil ao sistema que o contém. Nosso intento nesta reflexão será demonstrar como sua obra (ou melhor, suas exposições-obras), amplamente perpassada pelas pequenas percepções e pela atenção exaustiva, formula uma estratégia de recepção singular – distinta da fugacidade da atenção hodierna e da intensiva discursividade do campo contemporâneo das artes. A hipótese de uma recepção singular é amparada pela constante recusa em atribuir nomes a obras e exposições (corriqueiramente intituladas com seu próprio nome, mais por insuficiência que por intenção), a insistência em destituir o poder das interferências discursivas curatoriais, sem que com isso suplemente o campo semântico do trabalho com sua própria subjetividade e vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Filipe Alves Madeira Drumond, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Matheus Filipe Alves Madeira Drumond é doutor em História Social (2022) pelo Programa de Pós-Graduação em História Social da Cultura da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), tendo como investigação de tese as relações entre mímesis e imagem na pintura moderna. Foi professor substituto junto ao Departamento de História e Teoria da Arte da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, 2017-2019) e junto ao Departamento de Teoria e História da Arte da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ, 2019-2022).

Referências

GOMES, Fernanda. Uma coisa completa a outra (entrevista) In BARTHOLOMEU, Cezar; TAVORA, Maria Luísa (org.). Arte & Ensaios, n. 31, Rio de Janeiro, Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais/ Escola de Belas Artes, UFRJ, junho 2016, p. 8-27.

HERDER, Johann G. Ensaio sobre a origem da linguagem. Lisboa: Edições Antígona, 1987.

JAMESON, Frederic. Pós-modernismo, a lógica cultural do capitalismo tardio. São Paulo: Ática, 1997.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A linguagem indireta e as vozes do silêncio. In O olho e o espírito. São Paulo: Cosac & Naify, 2003, p. 57-122.

MERLEAU-PONTY, Maurice. A prosa do mundo. São Paulo: Cosac & Naify, 2002.

VENANCIO FILHO, Paulo. Lugares In RAMOS, Maria (org.). Fernanda Gomes (catálogo de exposição). Porto: Fundação de Serralves, 2006, p. 133-140.

Downloads

Publicado

2023-08-31

Como Citar

Drumond, M. F. A. M. (2023). Fernanda Gomes: eloquência do silêncio. ARS (São Paulo), 21(48), 175-198. https://doi.org/10.11606/issn.2178-0447.ars.2023.208151

Edição

Seção

Artigos