Mutirão em Novo Sol e o experimentalismo político no teatro brasileiro da década de 1960

Autores

  • Paulo Bio Toledo Universidade de São Paulo
  • Sara Mello Neiva Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

CPC, MCP, teatro de arena, Nelson Xavier

Resumo

Este artigo analisa a peça Mutirão em Novo Sol escrita em 1961 no ambiente do Teatro Arena, assim como o histórico de suas montagens entre 1961 e 1963. Embora esquecida por mais de meio século, a peça foi marcante para o teatro engajado dos anos anteriores ao Golpe Militar de 1964 tanto por protagonizar experiências avançadas na cena como pela inovadora tentativa de composição épica na dramaturgia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Bio Toledo, Universidade de São Paulo

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC) da ECA/USP e pesquisador do Laboratório de Investigação em Teatro e Sociedade.

Sara Mello Neiva, Universidade de São Paulo

Mestranda do PPGAC da ECA/USP e pesquisadora do Laboratório de Investigação em Teatro e Sociedade.

Referências

ARANTES, P. E. 1964, o ano que não terminou. In: TELES, E.; SAFATLE, V. (orgs.). O que resta da ditadura? São Paulo: Boitempo, 2010.

BARCELLOS, J. CPC da UNE: uma história de paixão e consciência. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1994.

BOAL, A. Hamlet e o filho do padeiro: memórias imaginadas. Rio de Janeiro: Record, 2000.

CHAIA, V. L. M. Os conflitos de arrendatários em Santa Fé do Sul (1959-1969). 1980. Dissertação de Mestrado – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1980.

COELHO, G. Paulo Freire e o Movimento de Cultura Popular. In: ROSAS, P. (Org.). Paulo Freire: educação e transformação social. Recife: Editora da UFPE, 2002.

COSTA, I. C. A hora do teatro épico no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

MARINHO, J. Luzes do sertão, luzes da cidade. São Paulo: Imprensa Oficial, 2002.

MEDEIROS, V. O CPC da UNE na Bahia: Caminhos e descaminhos para mudar o Brasil. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso – Faculdade de Comunicação da UFBA, Salvador, 2007.

MENDONÇA, L. Teatro é festa para o povo. Revista Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, Caderno Especial 2: Teatro e Realidade Brasileira, p. 149-161, 1968.

PEIXOTO, F. Entrevista com Gianfrancesco Guarnieri. In: ______. Teatro em movimento. São Paulo: Hucitec, 1985.

PISCATOR, E. Teatro Político. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

ROCHA, G. Revolução do Cinema Novo. Rio de Janeiro: Alhambra/Embrafilme, 1982.

SANTOS, J. O. Mutirão em Novo Sol no 1º Congresso Nacional de Camponeses. Revista Brasiliense, São Paulo, n. 39, p. 173-175, jan./fev. 1962.

SCHWARZ, R. Cultura e política: 1964-1969. In: ______. O pai de família e outros estudos. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

SENNA, O. O homem da montanha. São Paulo: Imprensa Oficial, 2008.

SZONDI, Peter. Teoria do drama moderno. São Paulo: Cosac Naify, 2001.

TOLEDO, P. B. A ambivalência do protesto no teatro e na canção no Brasil pós-1964. Sala Preta, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 180-190, jul. 2015. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/salapreta/article/view/96014>. Acesso em: 14 ago. 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-3867.v15i1p180-190.

______. Impasses de um teatro periférico: as reflexões de Oduvaldo Vianna Filho sobre o teatro no Brasil entre 1958 e 1974. 2013. Dissertação (Mestrado em Teoria e Prática do Teatro) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27156/tde-29012014-110838>. Acesso em: 2015 ago. 2014.

VERA, N. O congresso camponês em Belo Horizonte. Revista Brasiliense, São Paulo, n. 39, p. 94-99, jan./fev. 1962.

VILLAS BÔAS, R. L. Teatro político e questão agrária, 1955-1965: contradições, avanços e impasses de um momento decisivo. 2009. Tese de Doutorado – Universidade de Brasília, Brasília, 2009.

WELCH, C. A. Jôfre Corrêa Netto: capitão camponês (1921-2002). São Paulo: Expressão Popular, 2010.

XAVIER, N. Mutirão em Novo Sol. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

Toledo, P. B., & Neiva, S. M. (2015). Mutirão em Novo Sol e o experimentalismo político no teatro brasileiro da década de 1960. Revista Aspas, 5(2), 67-80. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/102249