Resistência e restauração de identidades no teatro da microrregião de Pelotas

Autores

  • Adriano Moraes de Oliveira Universidade Federal de Pelotas

Palavras-chave:

Teatro de grupo, pesquisa teatral, teatro gaúcho

Resumo

O presente texto é resultado de uma pesquisa realizada entre 2012 e 2014 com o objetivo de mapear os grupos teatrais em atividade na microrregião de Pelotas, com o interesse de ampliar o conhecimento sobre as práticas teatrais desse espaço geográfico. O mapeamento aponta para uma prática teatral em que as motivações são muito próximas daquelas dos grandes centros econômicos: experimentação de linguagem, investigação de poética, preservação da memória e, obviamente, teatro como empreendimento comercial e de entretenimento. São apresentadas, também, as principais características do teatro na microrregião de Pelotas, de modo a indicar as ações de resistência a novos modelos, mas também a valorização de modelos de atuação por meio da reiterada restauração identitária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriano Moraes de Oliveira, Universidade Federal de Pelotas

Professor adjunto na Universidade Federal de Pelotas. Bacharel em artes cênicas (interpretação) pela UEL, mestre em teatro pela UDESC e doutor em educação pela UFPEL.

Referências

CAFEZEIRO, E. História do teatro brasileiro: um percurso de Anchieta a Nelson Rodrigues. Rio de Janeiro: Funarte/Editora da UERJ, 1996.

FARIA, J. R. Ideias teatrais: o século XIX no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 2001.

LIPOVETSKI, G. & SERROY, J. A estetização do mundo: viver na era do capitalismo artista. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

MAFFESOLI, M. A parte do diabo: resumo da subversão pós-moderna. Rio de Janeiro: Record, 2004.

______. A sombra de Dioniso. São Paulo: Zouk, 2005.

______. O conhecimento comum: introdução à sociologia compreensiva. Porto Alegre: Sulina, 2010.

OLIVEIRA, A. M. As intimações do imaginário a forma-ação do ator-professor: cartas sobre a reeducação do sensível. 2011. Tese (doutorado em educação), Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.

OLIVEIRA, A. M. & PINTANEL, E. O. (orgs.). Sobre o teatro na região de Pelotas: primeira abordagem de pesquisa. Pelotas: GEPPAC, 2014.

PRADO, D. A. História concisa do teatro brasileiro. São Paulo: Edusp, 1999.

SANTOS, K. Sete de Abril: o teatro do imperador. Porto Alegre: Libretos, 2012.

Publicado

2015-12-31

Como Citar

Oliveira, A. M. de. (2015). Resistência e restauração de identidades no teatro da microrregião de Pelotas. Revista Aspas, 5(2), 16-28. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/102313