O teatro do século XVIII no Brasil: das festas públicas às casas de ópera

Autores

  • Mariana Soutto Mayor Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Teatralidade colonial, teatro brasileiro, festividades, casas de ópera

Resumo

O artigo investiga as novidades teatrais que ocorreram no Brasil colonial durante o século XVIII. Desde o início da colonização houve no Brasil a aclimatação de modelos festivos europeus, mas foi no século XVIII que ocorreu a construção de instituições teatrais conhecidas como casas de ópera, modificando as funções relacionadas ao teatro. O texto aponta questões sobre esses processos de mudanças, considerando as manifestações cênicas que ocorriam anteriormente aos edifícios teatrais pelo viés da teatralidade

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Soutto Mayor, Universidade de São Paulo

Mestra em artes cênicas pela ECA/USP e professora de história do teatro. É integrante do LITS (Laboratório de Investigação em Teatro e Sociedade), coordenado pelo Prof. Dr. Sérgio de Carvalho. Atua como como dramaturga e atriz.

Referências

AVILA, A. Resíduos seiscentistas de Minas Gerais, v. 1. Belo Horizonte: Centro de Estudos Mineiros, 1967.

______. O teatro em Minas Gerais: séculos XVII a XVIII. Ouro Preto: Prefeitura Municipal, 1978.

BRESCIA, R. de M. M. O. C’est là que l’on joue la comédie: les Casas da Ópera en Amérique Portugaise (1719-1819). 2010. Tese (Doutorado) – Universidade de Paris IV, Paris e Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 2010.

______. Os teatros públicos na capital das Minas setecentistas: da casa da Ópera de Vila Rica ao Theatro do Ouro Preto. Revista do Instituto de Estudos Brasileiro, São Paulo, n. 52, 2011.

BUDASZ, R. Teatro e música na América Portuguesa. Curitiba: Deartes; UFPR, 2008.

CANDIDO, A. Formação da literatura brasileira. v. I. Belo Horizonte: Itatiaia, 1981.

CARVALHO, S. Teatro e sociedade no Brasil Colônia: a cena jesuítica do Auto de São Lourenço. Sala Preta, São Paulo, v. 15, n. 1, 2015. DOI: 10.11606/issn.2238-3867.v15i1p6-53

JANCSÓ, I.; KANTOR, I. Festa: cultura e sociabilidade na América Portuguesa, v. I-II. São Paulo: Hucitec; EDUSP; Imprensa Oficial, 2001.

MAGALDI, S. Panorama do teatro brasileiro. São Paulo: Global, 1997.

PAIXÃO, M. O theatro no Brasil. Rio de Janeiro: Brasília Editora, 1936.

PRADO, D. A. Teatro de Anchieta a Alencar. São Paulo: Perspectiva, 1993.

SARRAZAC, J.-P. Critique du Théâtre: de l’utopie au désenchantement. Belfort: Circé, 2000.

WILLIAMS, R. Cultura. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008.

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

Soutto Mayor, M. (2015). O teatro do século XVIII no Brasil: das festas públicas às casas de ópera. Revista Aspas, 5(2), 103-110. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/102335