Militância cênica no teatro negro brasileiro

Autores

  • Régia Mabel da Silva Freitas Programa Multidisciplinar e Multi-Institucional em Difusão do Conhecimento, na Universidade Federal da Bahia

Palavras-chave:

Teatro negro, Militância cênica, Difusão de questões da negritude.

Resumo

Esta pesquisa investiga a militância cênica no teatro negro brasileiro. De natureza qualitativa, cunho etnográfico e percurso exploratório-descritivo, os dados foram coletados com revisão bibliográfica e análise documental. O referencial teórico aporta-se em livros, revistas, produções acadêmicas, sites, blogs, vídeos, documentários entre outras fontes que abordam o teatro negro como elemento de resistência e difusor de questões da negritude. Percebeu-se que cotidianamente os atores sempre discutiram com denodo em seus espetáculos a luta pela cidadania plena dos negros em busca da garantia dos seus direitos civis, políticos e sociais. Destarte, considerou-se o teatro mais uma estratégia negra afro-brasileira de resistência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Régia Mabel da Silva Freitas, Programa Multidisciplinar e Multi-Institucional em Difusão do Conhecimento, na Universidade Federal da Bahia

Doutoranda do Programa Multidisciplinar e Multi-Institucional em Difusão do Conhecimento, na Universidade Federal da Bahia, sob orientação da professora doutora Rosângela Costa Araújo. Docente de Graduação e Pós-Graduação em faculdades privadas e articuladora de arte e cultura dos ensinos fundamental e médio da rede pública do estado da Bahia. Autora de Bando de Teatro Olodum (2014).

Referências

COMPANHIA TEATRAL ZUMBI DOS PALMARES. Histórico: Cia Teatral Zumbi dos Palmares. 2013. Disponível em: <https://goo.gl/hoU2eJ>. Acesso em: 13 jan. 2017.

ESPETÁCULO premiado fala sobre a história dos negros no Brasil. G1, Belém, 12 nov. 2016. Disponível em: <https://goo.gl/WthPHk>. Acesso em: 30 dez. 2016.

FREITAS, R. M. Bando de Teatro Olodum: uma política social in cena. Recife: UFPE, 2014.

GRUPO caixa preta: histórico. Ocupação Cênica Hospital Psiquiátrico São Pedro. [S.l.]: [201-?]. Disponível em: <https://goo.gl/69ZF6r>. Acesso em: 20 jun. 2017.

GRUPO teatral companhia os crespos: histórico do grupo. Negro é Arte, Salvador, 15 ago. 2009. Disponível em: <https://goo.gl/RfWZWi>. Acesso em: 31 jan. 2017.

LIMA, E. T. Teatro negro, existência por resistência: problemáticas de um teatro brasileiro. Repertório, Salvador, n. 17, p. 82-88, 2011.

MARTINS, L. M. A cena em sombras. São Paulo: Perspectiva, 1995.

______. Afrografias da memória. São Paulo: Perspectiva, 1997.

RÁDIO EXU. Funcionamento da Rádio Exu: o projeto. [201-?]. Disponível em: <https://goo.gl/RhjA8k>. Acesso em: 30 dez. 2016.

Downloads

Publicado

2017-09-07

Como Citar

Freitas, R. M. da S. (2017). Militância cênica no teatro negro brasileiro. Revista Aspas, 7(1), 167-178. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/aspas/article/view/131111