OS CONTORNOS DO EFÊMERO: UMA NARRATIVA DA PÓS-MODERNIDADE NO THÉÂTRE DU SOLEIL

Autores

  • Erika Bodstein Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2238-3999.v4i1p21-32

Palavras-chave:

Contornos vida-arte, Literatura alemã contemporânea, Teatro pós-dramático, Théâtre du Soleil

Resumo

Este estudo discorre sobre os contornos da vida e da arte, com foco no tempo e no espaço, na história e na memória, em Os Efêmeros (Théâtre du Soleil) de Ariane Mnouchkine, aproximando a obra do cenário da contemporaneidade, teorizado por H. T. Lehmann, e de outros autores alemães, como I. Shulze e W.G. Sebald.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erika Bodstein, Universidade de São Paulo

Possui graduação em Letras (Português e Alemão) pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (2013). Formada atriz pela Escola de Arte Dramática (EAD/ ECA/ USP) em 1993. Atualmente é professora de teatro e diretora do 42 - Coletivo de teatro. Atua também como pesquisadora, ensaísta e escritora, nas áreas de Teatro, Literatura e Crítica Literária, com ênfase em Poesia Brasileira, Música Popular Brasileira, História do Teatro, Teatro Alemão, William Shakespeare e Théâtre du Soleil.

 

Referências

BOUVET, Marie-Helene. Os figurinos de Les Éphémères. Entrevista realizada por Fausto Viana e Rosane Muniz, Departamento de Artes Cênicas da Universidade de São Paulo. Sala Preta n.7. São Paulo, 2007.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain Dicionário de Símbolos: mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números. Rio de Janeiro: José Olympio, 2006.

DESCARTES, René. Discurso do método. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

HOUAISS, A; VILLAR, M.S. Grande Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2011.

LEHMAN, Hans-Thies. Teatro pós-dramático. São Paulo: Cosac e Naify, 2007.

LEHMAN, Hans-Thies. “Teatro pós-dramático e teatro político”. In: Sala Preta. SP: ECA/USP, nº 3, 2003, p. 9-19.

LE GOFF, Jacques. História e Memória. Campinas: Editora da Unicamp, 1990.

LONG, J.J. W.G.Sebald: A Bibliographical Essay on Current Research. Anne Fuchs and J.J.Long. Würzberg, Wiesbaden: Verlag Königshausen & Neumann GmbH, 2007.

SEBALD, W. G. Austerlitz. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

_____________. Os Emigrantes. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

SILVA, A.M.V. Vidas em ruínas: As escritas da memória em Os Emigrantes, de W.G. Sebald. Artigo publicado nos anais do XII Congresso Internacional da ABRALIC. UFPR. Curitiba, 2011.

SHAKESPEARE, William. The Tempest. 1610.

SILVA, Heloisa Marina. Narrativas pessoais: possibilidades de confrontos com o real na cena. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Teatro do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis, 2012.

SMOLKA, A. L. B. A memória em questão: uma perspectiva histórico-cultural. Revista Educação & Sociedade, ano XXI, nº 71. Julho, 2000.

VILHENA, Deolinda. Ariane Mnouchkine e o Théâtre du Soleil: notas de uma trajetória entre palco e tela. Anais do VI Colóquio Internacional de Etnocenologia. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2009.

Downloads

Publicado

2014-06-30

Como Citar

Bodstein, E. (2014). OS CONTORNOS DO EFÊMERO: UMA NARRATIVA DA PÓS-MODERNIDADE NO THÉÂTRE DU SOLEIL. Revista Aspas, 4(1), 21-32. https://doi.org/10.11606/issn.2238-3999.v4i1p21-32

Edição

Seção

Artigos