Neurosecreção em Mytilus perna (Molusco-Lamelibrânquio)

  • Sati Umiji Departamento de Fisiologia Geral e Animal. Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Mytilus perna, Neurosecreção

Resumo

O problema estudado - a neurosecreção em Mytulus perna - foi esclarecido na sua maior parte histologicamente e complementado por dados experimentais. As técnicas de coloração seletiva para neurosecreção foram a da Fucsina Paraldeido de Gabe (1953) e as modificações de Clark (1955). Evidenciou-se a ocorrência de neurônios secretores nos três pares de gânglios nervosos: cerebróides, pedais e viscerais.
Publicado
1969-12-21
Seção
Artigos