O Tinguaíto de Jaboticabal, SP

  • J. V Valarelli USP; IG; Depto. Mineral. Petrol
  • J. M. V Coutinho USP; IG; Depto. Mineral. Petrol
  • J. B. M Madureira Filho USP; IG; Depto. Mineral. Petrol
  • C. B Gomes USP; IG; Depto. Mineral. Petrol

Resumo

No município de Jaboticabal, SP, ocorre um corpo de tinguaíto, de forma ligeiramente elíptica, medindo 300 x 100 m, intrusivo em basalto da região. Foi descoberto durante campanha de levantamento de solos, quando investigava-se a origem de mancha de Litossolo desenvolvida no meio de Litossolo Roxo, sob condições geomorfológicas semelhantes. Macroscopicamente o Tinguaíto de Jaboticabal é compacto, fanerítico e apresenta coloração variando entre cinza escuro a cinza esverdeado. Microscpicamente observa-se granulometria de fina a média, com texturas equigranular e porfirítica-poiquilítica. Seus principais minerais constituintes são: nefelina, sanidina, augita sódica e analcita. Os minerais acessórios mais comuns são: titano-augita, magnetita, titanita e enigmatita. São também encontrados: zircão, anfibólio sódico, apatita, perowskita, andradita e natrolita. Trabalhos anteriores tentaram correlacionar lavas analcimítica, intercaladas na parte inferior do Arenito Bauru (regiões de Taiúva, Piranjí a Aparecida do Monte Alto), com o corpo de Jaboticabal. O presente trabalho traz dados adicionais corroborando com esta correlação
Publicado
1985-01-01
Seção
nao definida