Comunidades Associadas a Plantas de Sargassum Flutuantes em Águas da Corrente do Brasil - Considerações Biogeográficas

Autores

  • E.C. Oliveira Filho Departamento de Botânica USP
  • Y. Ugadim Departamento de Botânica USP
  • E.J. de Paula

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9052.v7i0p5-9

Resumo

Exemplares de Sargassum hystrix J. Ag.  e S. platycarpum Mont. foram coletados em abundância flutuando em águas da corrente do Brasil a cerca de 100km da costa, na altura do paralelo de 18° 15'S. Ambas as espécies apresentavam-se associadas a uma rica comunidade de algas e animais epífitos. Dentre estes últimos figuravam pequenos caranguejos, cirripédios, moluscos, briozoários e hidrozoários, como os mais notórios. As algas epífitas, com exclusão das diatomáceas, estavam representadas por 37 espécies, distribuídas em: 24 Rhodophyta; 6 Phaeophyta; 4 Chlorophyta e 3 Cyanophyta, com composição florística muito semelhante à flora bentônica do litoral vizinho. A adaptação destas espécies de Sargassum à vida semipelágica e a frequência de plantas maduras e férteis que crescem epifiticamente sobre as mesmas, formando uma verdadeira comunidade flutuante, constituem a base para considerações  biogeográficas sobre o papel das grandes correntes na dispersão de organismos marinhos bentônicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1979-06-25

Como Citar

Oliveira Filho, E., Ugadim, Y., & Paula, E. de. (1979). Comunidades Associadas a Plantas de Sargassum Flutuantes em Águas da Corrente do Brasil - Considerações Biogeográficas. Boletim De Botânica, 7, 5-9. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9052.v7i0p5-9

Edição

Seção

Artigos