Origin and Structure of the Krans Tissues in Cyperaceae

Autores

  • M.E.M. Estelita Departamento de Botânica USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9052.v13i0p41-48

Palavras-chave:

Kranz structure, Cyperaceae, Remirea

Resumo

Foram analisados o escapo de Cyperus esculentus e folhas jovens de Remirea maritima, ambas espécies Kranz. Ocorre dimorfismo estrutural entre os cloroplastos das células da bainha e dos mesofilo. C. esculentus tem os c1oroplastos da bainha com tilacoides convolutos e em ambas as espécies, o re­tículo periférico é conspícuo. Os c1oroplastos do mesofilo tem granos estruturados. A analise do escapo mostra que a bai­nha Kranz pode originar-se a partir de modificações das células do parênquima dos tecidos vasculares, enquanto que nas folhas jovens a diferenciação ocorre diretamente a partir do procâmbio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1992-06-25

Como Citar

Estelita, M. (1992). Origin and Structure of the Krans Tissues in Cyperaceae. Boletim De Botânica, 13, 41-48. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9052.v13i0p41-48

Edição

Seção

Artigos