Anatomia de Pleurothallis rupestris Lindl. (Orchidaceae) dos Campos Rupestres do Brasil

Autores

  • V.L. Scatena Departamento de Botânica USP
  • A.C. Nunes Departamento de Botânica USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9052.v15i1p35-43

Palavras-chave:

Orchidaceae, Pleurothallis rupestris, anatomy, helical thickened idioblasts

Resumo

Foram estudados sob os aspectos anatômicos os órgãos vegetativos de populações identificadas inicialmente como P. rupestris e P. teres Lindl. que ocorrem nos campos rupestres do Brasil. Pelas características morfológicas e anatômicas se distingue apenas uma espécie devendo prevalecer o nome mais antigo P rupestris. Ambas são rupícolas com características xeromorfas. Merecem atenção especial a presença de ramicaule reduzido, rizoma com periciclo que equivale ao meristema de espessamento primário (MEP) de algumas monocotiledoneas e principalmente a presença de idioblastos de paredes lignificadas com espessamentos helicoi­dais formando a parênquima aquífero no mesofilo.

 

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

1996-06-27

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

SCATENA, V.L.; NUNES, A.C. Anatomia de Pleurothallis rupestris Lindl. (Orchidaceae) dos Campos Rupestres do Brasil. Boletim de Botânica, São Paulo, Brasil, v. 15, n. 1, p. 35–43, 1996. DOI: 10.11606/issn.2316-9052.v15i1p35-43. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/bolbot/article/view/57941.. Acesso em: 28 maio. 2024.