Variação Temporal da Abundância e Composição Específica da Macroflora Associada a uma População de Sargassum (Fucophyceae) do Litoral Sul de Pernambuco, Brasil

Autores

  • A.O. Mansilla
  • S.M.B. Pereira Departamento de Botânica USP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9052.v17i0p271-276

Palavras-chave:

Rock store, Ecology, Pernambuco, Brazil

Resumo

A comunidade da margem de Sargassum do costão rochoso de Pedra do Xaréu, localizado a 30km de Recife, foi caracterizada em termos de abundância e frequência relativa. Para amostragem, utilizou-se uma circunferência de plástico de 50cm2 de área, lançada 30 vezes de forma aleatória na área, os lançamentos foram posicionados de acordo com coordenadas aleatórias, nos meses de janeiro, fevereiro (época seca) e junho, julho (época chuvosa). A espécie dominante foi Sargassum Polyceratium Montagne que apresentou biomassamédias de 445,15 ± 138,47 (período seco) e 383 ± 104,65 (período chuvoso). As macroalgas melhor representadas foram as da Divisão Rhodophyta (46,15%), seguidas pelas Fucophyceae (38,46%) e Chlorophyta (15,39%). S. policeratium apresentou-se como um bom hospedeiro de macroalgas epífitas, as quais parecem apresentar pouca habilidade para colonizar substrato rochoso, em contraste com as características de dominante competitivo e colonizador oportunista de Sargassum. Os parâmetros hidrológicos não apresenta­ram variações expressivas, mas a exposição as ondas parece ser o parâmetro  que regula a dinâmica da população estudada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1998-06-27

Como Citar

Mansilla, A., & Pereira, S. (1998). Variação Temporal da Abundância e Composição Específica da Macroflora Associada a uma População de Sargassum (Fucophyceae) do Litoral Sul de Pernambuco, Brasil. Boletim De Botânica, 17, 271-276. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9052.v17i0p271-276

Edição

Seção

Artigos