Desenvolvimento anatômico do sistema subterrâneo de Oxalis latifolia Kunth (Oxalidaceae). II. Sistema radicular

Autores

  • Maria Emilia Estelita Teixeira Universidade de São Paulo. Instituto de Biociências. Departamento de Botânica

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9052.v6i0p27-38

Palavras-chave:

Oxalis latifolia, Sistema radicular, Desenvolvimento anatômico

Resumo

A raiz apresenta um meristema subapical um tanto uniforme, no qual a coifa e a epiderme parecem ter origem comum. Quanto ao número de polos de protoxilema, a mesma pode ser diarca, diarca passando a triarca ou triarca. O câmbio vascular tem origem no procâmbio e no periciclo. A periderme forma-se a partir da endoderme. Os pelos absorventes são persistentes, desenvolvem-se em grande extensão da raiz e se apresentam de dois tipos, um deles parecendo não funcional. A raiz contrátil é suculenta e dauciforme, devido a uma grande proliferação de parênquima do floema secundário. Ainda neste tecido, camadas de células semelhantes às da endoderma dão origem a regiões suberificadas semelhantes, no conjunto, a uam poliderme. A contratação da raiz é realizada pela depleção e colapso das células de fileiras radiais do parênquima do floema, acompanhados pela contorção do xilema. A contração progride no sentido acrópeto.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Downloads

Publicado

1978-11-01

Edição

Seção

Artigos

Como Citar

TEIXEIRA, Maria Emilia Estelita. Desenvolvimento anatômico do sistema subterrâneo de Oxalis latifolia Kunth (Oxalidaceae). II. Sistema radicular. Boletim de Botânica, São Paulo, Brasil, v. 6, p. 27–38, 1978. DOI: 10.11606/issn.2316-9052.v6i0p27-38. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/bolbot/article/view/85285.. Acesso em: 14 jul. 2024.