A imaginação sociológica inaudita de C. Lévi-Strauss

Autores

  • Marcos Lanna Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v17i17p263-274

Palavras-chave:

Lévi-strauss. Sociologia. Parentesco. Louis Dumont.

Resumo

O artigo oferece uma leitura de As Es-
truturas Elementares do Parentesco, de C.Lévi-Strauss,
baseado em críticas selecionadas de alguns de seus
muitos comentadores (especialmente G. Homans
e D. Schneider, L. Dumont e R. Needham). Para
além das descontinuidades, já demonstradas por
comentadores recentes, entre estudos do parentesco
e estudos do mito de Lévi-Strauss, mostrarei haver
também continuidades entre eles. Será relevada a
proposta de uma antropologia estrutural como uma
ciência englobante, uma semiologia, que não deixa
de atentar para questões, como a da hierarquia, cuja
presença na obra lévi-straussiana e sua relação com
temas básicos, como o da simetria, não tem sido até
aqui devidamente qualificada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Lanna, Universidade Federal de São Carlos

Professor do Departamento de Ciências Sociais / UFSCAR
Doutor em Antropologia/Pós-Doutorado

Downloads

Publicado

2008-03-30

Como Citar

Lanna, M. (2008). A imaginação sociológica inaudita de C. Lévi-Strauss. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 17(17), 263-274. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v17i17p263-274

Edição

Seção

Especial