Jogando pelas beiradas: Sobre o vivido de meninos e homens num estádio de futebol em Catingueira – PB

Autores

  • Antonio Luiz da Silva UFPB

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v22i22p103-117

Palavras-chave:

Meninos, Homens, Futebol, Catingueira, Antropologia da Criança

Resumo

Este artigo descreve algumas cenas do cotidiano de meninos e de homens dentro e ao redor de um campo de futebol em Catingueira - PB. Nele, chamo a atenção para o estádio enquanto importante palco para a encenação do vivido; em seguida, aponto o futebol como espaço político de ocupação social; depois, enfatizo a paixão pelo futebol municipal, indicando-o como elemento que reproduz uma preferência nacional; adiante, mostro o campo como vitrine para revelação dos talentos, apresentando a crença catingueirense no dom nato ao futebol; dando continuidade, antes de reafirmar numa palavra final alguns achados do percurso, narrarei um pouco da organização dos meninos para uma pequena partida de futebol pelas beiradas do gramado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Luiz da Silva, UFPB

Mestrado em Antropologia - PPGA/UFPB

Downloads

Publicado

2014-05-23

Como Citar

Silva, A. L. da. (2014). Jogando pelas beiradas: Sobre o vivido de meninos e homens num estádio de futebol em Catingueira – PB. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 22(22), 103-117. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v22i22p103-117

Edição

Seção

Artigos e Ensaios