O sangue das ruas. Sobre agência e normatividade na mobilização política da população em situação de rua.

Autores

  • Tiago Lemões Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v24i24p315-336

Palavras-chave:

experiências de rua, normatividade estatal, relações de poder, mobilização política, agência

Resumo

A partir de experiências etnográficas em espaços de organização política
e reivindicação de direitos, discutirei neste artigo a construção de elementos
diacríticos mobilizados por integrantes do Movimento Nacional da População
de Rua (MNPR-RS), destacando a dimensão da agência contida na relação dos
sujeitos com instituições e agentes estatais e não estatais envolvidos na mobilização
política. O destaque será dado para a dinâmica com a qual os militantes
do MNPR-RS classificam diferentes agentes de interlocução a partir da manipulação
das narrativas que envolvem a “experiência das ruas”, acionando discursos
que ora positivam essa experiência, ora expõem sua dimensão perversa, de acordo
com os agentes e as intenções em jogo, movimentando, também, determinadas
práticas, saberes e proposições que perpassam essas arenas de mobilização e reivindicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tiago Lemões, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Doutorando em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com estágio sanduíche na Université Paris 8, Vincennes Saint-Denis, sob orientação de Patrick Gaboriau. Mestre em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Pelotas. Licenciado em História pela mesma universidade. Dedica-se, desde a graduação, aos estudos sobre pessoas em situação de rua e suas interfaces com grupos caritativos e instituições estatais. Atualmente, possui interesse em temas que perpassam a Antropologia do Direito e a Antropologia Política, com especial interesse pela inserção de homens e mulheres em situação de rua nas arenas de reivindicação de direitos humanos e de interlocução com o Estado e sociedade civil. Desde 2013 é pesquisador associado ao Núcleo de Antropologia e Cidadania (NACi / UFRGS), realizando pesquisas no contexto das políticas públicas para a população em situação de rua, assim como seus processos de engajamento político pela reivindicação de direitos em Porto Alegre.

Downloads

Publicado

2016-06-17

Como Citar

Lemões, T. (2016). O sangue das ruas. Sobre agência e normatividade na mobilização política da população em situação de rua. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991), 24(24), 315-336. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9133.v24i24p315-336

Edição

Seção

Artigos e Ensaios