[1]
I. Kopytoff, “Ancestrais enquanto pessoas mais velhas do grupo de parentesco na África”, Cad. Campo (São Paulo 1991), vol. 21, nº 21, p. 233-250, mar. 2012.